SONO DA MORTE (2016)


Jessie (Kate Bosworth) e Mark (Thomas Jane) resolvem adotar uma criança depois que seu filho biológico morreu em um trágico acidente doméstico. Os dois escolhem o adorável Cody (Jacob Tremblay), que já foi adotado e devolvido algumas vezes antes. O menino não gosta de dormir, faz uso escondido de remédios e energéticos para se manter escondido, e quando seus novos pais descobrem, associam isso a suas experiências com as adoções anteriores, mas a verdade é que o pequeno precisa lutar com seus próprios demônios ou com os seus sonhos, e o única forma de combatê-los é se mantendo acordado. 

Cody é um garoto que tem um dom incrível, todos os seus sonhos se tornam realidade. Kate e Mark logo se vêem maravilhados com as projeções de borboletas e luzes por toda a casa, até que seu filho Sean aparece depois que Cody viu as fotos e vídeos antigos da família. Porém, o lado ruim do seu dom, seus pesadelos também se tornam realidade, e é dessa forma que surge o homem Cancro, uma figura que o persegue desde pequeno e ataca as pessoas a sua volta, fazendo com que a trama se desenvolva em torno do menino e seu terrível pesadelo. 


Jacob Tremblay, o garoto prodígio que interpretou Jack em O Quarto de Jack, filme que o despontou para o mundo todo, sustenta o filme com uma atuação maravilhosa, já que a atuação de Kate Bosworth e Thomas Jane não tem nenhum destaque. E apesar do filme ter sido divulgado como terror, acredito que ele seja mais um suspense dramático, apesar dos sustos, que se dá a fotografia escura e os efeitos especiais. 

A trajetória de superação do Cody com os pais adotivos, principalmente com a Jessie, que a principio usa o menino para poder ver o filho que morreu. Com o roteiro bem arquitetado e justifica os pesadelos do pequeno. O filme é recheado de tensão, mas tem um desfecho muito bacana. Sem contar que o carisma de Jacob é gigantesco e consegue conquistar a todos que assistem, menos aqueles que estão esperando por aquele terror assustador.


 
© Copyright - Mariely Abreu - Design e Codificação - Todos os direitos reservados Voltar ao Topo!