OS 5 PIORES FILMES QUE JÁ ASSISTI NA VIDA

Não é sempre que vemos um filme bom. Por vezes, damos a sorte de assistir trabalhos fantásticos em sequência, contudo, inevitavelmente, você vai se deparar com aquele filme que não vai sair da sua cabeça, mas não por uma qualidade fora do comum, mas justamente o contrário.

Aproveitando o fato da netfilx ter lançado semana passada um grande exemplo disto, resolvi compilar aqui cinco dos piores filmes que já fizeram meus olhos sangrarem ao longo dos anos, na esperança de que os deuses da sétima arte resolvam me agraciar só com trabalhos bons em seguida.

Para Maiores (Movie 43)

Filmes de antalogia (em que há várias histórias em um mesmo filme) necessitam de um esforço maior do que o normal devido à complexidade de sua realização; a equipe criativa deve conduzir o filme de maneira a permitir que o mesmo tenha coesão entre suas partes e que seja uma experiência agradável.

“Para Maiores” consegue errar em todos esses pontos.

O filme apresenta 14 histórias “de comédia” em que os personagens (interpretados por um elenco de extrema qualidade, composto por nomes como Hugh Jackman, Chloë Grace Moretz, Chris Pratt, Emma Stone, Uma Thurman, entre muitos outros) são postos em vídeos de situações do seu cotidiano totalmente absurdas e escatológicas quando os principais da trama começam uma busca por um suposto filme proibido, o Filme 43. O filme é tão ruim, que alguns dos atores quiseram que suas partes fossem retiradas do filme no período de produção.



Death note (Original Netflix)

Razão principal de eu ter idealizado esse post, a adaptação de Death Note para a telinha feita pela Netflix tem apenas uma semana de lançado e já vai aparecer em dois posts aqui do blog, mas infelizmente não por sua qualidade, e sim pela falta dela.

Recheado de clichês românticos que não fazem sentido algum (como assim a Mia está um minuto colocando o nome dele no caderno, gritando com ele “me dá a porra do meu caderno” e alguns segundos depois falando “eu te amo demais” entre lágrimas?), de decisões estúpidas vindas de personagens que deveriam ter um intelecto superior (você descobre que pode assassinar pessoas por um caderno e a primeira coisa que você faz é contar para alguém que você está conversando há 3 minutos?), atuações memoravelmente ruins, uma trilha sonora que não se encaixa e uma direção trágica, Death Note consegue decepcionar em praticamente tudo, mesmo que você nunca tenha assistido o anime original ou desconsidere o fato de ser uma adaptação.


Deu a louca em Hollywood (Epic Movie)

Jason Friedberg e Aaron Seltzer são uma dupla de roteiristas/diretores que já são conhecidos pela péssima qualidade de seus trabalhos (tanto que dois filmes deles entraram nessa lista). “Deu a louca em Hollywood” não é diferente: o filme é um poço de idiotice reunida num esforço contínuo de juntar o máximo de referências de filmes possíveis com as piores atuações possíveis.

Como o outro filme da dupla presente nesta lista, “Deu a louca em Hollywood” busca juntar essas referências e construir um roteiro Frankeinstein, usando partes de títulos como Harry Potter, Narnia, A fantástica fábrica de chocolate e Piratas do Caribe (esse último é difícil de lidar de tão ruim que é...) e o resultado não é outro: é tão difícil de assistir que o fim do filme é quase um alívio, se não fosse o tempo perdido.


Caçador de recompensas (The Bounty Hunter)

Para quem for fã de comédias românticas, talvez ache esse o menos pior da lista. Eu posso não ser o maior adorados do gênero, mas A Dona do Blog™ vê que eu me esforço sempre que ela pede pra gente assistir algum, e eu sempre assisto de bom grado.

"Caçador de Recompensas" não foi um filme que assisti quando já namorávamos, mas sim um que vi junto a um grupo de amigos anos atrás, e posso dizer: ô, arrependimento. 

O filme me atraiu por ter a Rachel de Friends (e o Leônidas de 300!), mas demonstra-se como um enfadonho composto de frases feitas e clichê enlatado que torna impossível a tarefa de gostar de alguma forma dos personagens para quem assiste. Dê uma maneira geral, se tornou o epítome das comédias românticas ruins para mim e me marcou negativamente até os dias de hoje.


Super-heróis: A Liga da Injustiça (Disaster Movie)

Sinceramente, não sei como as pessoas (eu incluso) ainda se dão o trabalho de assistir algum filme da combinação Friedberg/Seltzer, e muito menos como os dois ainda conseguem fechar contratos para dirigirem filmes. Minha teoria é que os dois saibam os podres de muita gente rica em Hollywood e por isso continuam sendo contratados (eu chamo de Teoria do Adam Sandler).

Tão ruim quanto os outros filmes deles, Super-heróis: A Liga da Injustiça faz com que o espectador embarque numa viagem repleta de piadas raciais que já não fazem graça para ninguém há muitos anos, piadas sobre peidos e mais uma tonelada de referências reunidas na esperança de que saia algo bom. Corra como vampiro corre da cruz.


Não concordou com a lista? Achou que faltou algum filme do Adam Sandler? Comenta aí!




 
© Copyright - Mariely Abreu - Design e Codificação - Todos os direitos reservados Voltar ao Topo!