MELANCIA - MARYAN KEYES


Título: Melancia
Título Original: Watermelon 
Autora: Marian Keyes
Série: Irmãs Walsh
Livro: 01
Páginas: 490
Ano: 2003 (Originalmente em 1995)
Editora: Bertrand Brasil
Classificação: 3/5
Adicione: Skoob
Compre: Amazon / Saraiva / Americanas

'Melancia' é um romance sobre a arte de manter o bom humor mesmo nos momentos mais adversos. Com 29 anos, uma filha recém-nascida e um marido que acabou de confessar um caso de mais de seis meses com a vizinha também casada, Claire se resume a um coração partido, um corpo inteiramente redondo, aparentando uma melancia, e os efeitos colaterais de gravidez, como, digamos, um canal de nascimento dez vezes maior que seu tamanho normal! Nada tendo em vista que a anime, Claire volta a morar com sua excêntrica família: duas irmãs, uma delas obcecada pelo oculto, e a outra, uma demolidora de corações; a mãe viciada em telenovelas e com fobia de cozinha; e o pai, à beira de um ataque de nervos. Após passar alguns dias em depressão, bebendo e chorando, Claire decide avaliar os prós e os contras de um casamento de três anos. É justamente nessa hora que James, seu ex-marido, reaparece. Claire irá recebê-lo, mas lhe reservará uma bela surpresa.

Ao acordar na cama do hospital, poucos minutos depois de ter dado luz a sua primeira filha, Claire encontra o marido lhe observando. Ele mal espera que ela acorde e revela que tem uma amante a pouco mais de seis meses, que está apaixonado por essa mulher e a está deixando para viver seu novo amor. Claire então se vê sozinha, completamente confusa, com um bebê recém-nascido e um corpo redondo. 

Em um momento de desespero, ela decide voltar para casa de sua família em Dublin. Lá vemos o quadro de uma família grande e pouco comum, todos estão acostumados a comer comida congelada, pois sua mãe nunca soube cozinhar, seu pai quase não tem voz em uma casa onde viviam seis mulheres, o telefone sempre toca com homens desesperadamente apaixonados, já que sua irmã mais nova, Helen, desperta paixão em todos, mas apenas se aproveita deles, enquanto Ana, outra irmã dela, some e aparece sempre que quer, muitas vezes bêbada ou drogada, mas sempre fascina pelo sobrenatural. Isso tudo porque as outras duas irmãs da Claire não moram mais ali, se não a confusão seria ainda maior.

Depois de algum tempo, fomos morar juntos. Depois de um tempo um pouco mais longo nos casamos. E, alguns anos depois, decidimos ter um bebê, afinal, meus ovários pareciam estar prontinhos, os espermatozoides dele não registraram nenhuma queixa a respeito, meu útero não levantou nenhuma objeção e, então, engravidei. E dei à luz uma menina.

Entrando em uma depressão por conta do último acontecimento, ela conta com sua família para cuidar da sua filha, já que mal consegue levantar da cama ou tomar banho. Um pouco depois, ela descobre que o álcool combina muito bem com a dor que sente, e passa o dia inteiro bebendo, xingando e pensando em formas de matar James e sua amante. Sua família começa a considerá-la como louca, e sempre que ela se aproxima, mudam o canal da televisão. Sentem medo de passar alguma cena romântica e a mesma surtar como aconteceu algumas vezes. 

Quando a raiva passa e Claire percebe que não pode continuar vivendo daquele jeito, ela se levanta da cama e, pasmem, toma banho e começa a cuidar de sua filha, como deveria ter feito desde o principio. É justamente nessa nova fase de sua vida que Claire conhece Adan, um estudante e suposto pretendente de Helen, fazendo com que seus pensamentos deixem James de lado e foquem no novo e lindo conhecido. 

Quem é o encarregado aqui? Gostaria de me queixar da minha vida. Claramente, pedi uma vida feliz, com um marido amoroso, para combinar com meu bebê recém-nascido, e que falsificação grotesca era aquela que me ofereciam?

Mesmo sentindo-se um pouco culpada por Helen, já que a mesma tem uma suposta paixontine por Adam, Claire se permite a sair com o estudante e conhecê-lo melhor. É quando descobre que também está tendo uma paixonite por ele que James reaparece em sua vida. 

Melancia chegou ao Brasil em 2003, mas foi publicado originalmente em 1995, ano em que nasci, por isso escolhi ele para compor o Desafio dos Marcadores que estou participando. Achei que leitura dele seria fácil, leve e divertida, já que todo mundo classificava o livro assim, mas estava extremamente enganada. 

Você, simplesmente, tem de passar por tudo isso. É só o que pode fazer. Não tente entender, você enlouqueceria.

A história do livro é boa, os personagens do livro são bons e engraçados, mas eu demorei horrores para lê-lo, simplesmente porque o livro não me conquistava. O livro é narrado pela Claire, e ela divaga muito. As vezes para falar de uma coisa rápida, ela usa cinco paginas cheia de divagações completamente alheias ao assunto principal, o que tornou a leitura muito, muito maçante para mim. 

Em diversas vezes senti vontade de entrar no livro apenas para gritar em alto e bom som: SEJA DIRETA, PELO AMOR DE DEUS! Mas sua família é bem engraçada, e o Adam é um personagem maravilhoso. 

Levei quase três semanas para ler esse livro, sendo que as últimas 200 páginas me prenderam tanto que li em uma única noite. Melancia faz parte de uma série chamada Irmãs Walsh, cada livro conta a história de cada uma delas, pode ser que futuramente eu me interesse por eles e leia, mas nesse momento não sinto a menor vontade para dar continuidade.


 
© Copyright - Mariely Abreu - Design e Codificação - Todos os direitos reservados Voltar ao Topo!