[TOP 5] TEMPORADAS DAS SÉRIES DA MARVEL NA NETFLIX

Com a estréia da série dos Defensores (finalmente!) neste dia 18, a Netflix traz de volta a fórmula de sucesso que tem gerado uma legião de seguidores e proporcionado a muitos fãs, de quadrinhos ou não, um entretenimento de qualidade com a temática de super-heróis (bem, na maior parte das vezes).

Dito isso, resolvi elencar as 5 temporadas já lançadas das séries da Marvel no total num top 5, das piores, que nos deram a sensação de "por favor, acaba logo!", até as melhores, que fizeram com que não tirássemos os olhos da telinha. Vamos lá!


5 - LUKE CAGE

Luke Cage começou de uma forma morna, mas foi sendo impulsionado pelo ambiente aconchegante e pela trilha sonora sensacional que vai te mantendo ali, acreditando. Contudo, a qualidade da série não aumenta muito, e apesar da trilha sonora ser disparada a melhor de todas as outras, o roteiro e os personagens em si (não a atuação) afundam o que tinha potencial para ser bom. Luke é, basicamente, um super humano intangível e à prova de balas que tem como vilão por boa parte da temporada um cara que (por pura birra, já que o personagem principal estava na dele) só insiste em... atirar mais balas em sua direção, cada vez em maior quantidade, de diferentes posições e de diferentes formas, sempre resultando na mesma coisa. A segunda parte não fica melhor, pois nos apresenta um segundo vilão (que seria o principal), que apesar de ter sido citado em alguns momentos no início da temporada, tem uma chegada repentina, sem expressão, e apesar de conseguir ferir temporariamente Luke com balas especiais, não passa muito disso e só se entende de forma bem meia boca sua intenção no último episódio. Se eu pudesse resumir, Luke Cage seria a única série em que o personagem principal é alvejado com uma bazuca e mesmo assim não consegue prender o espectador, por isso pra ela dei o último lugar do top 5.



4 - PUNHO DE FERRO

Punho de Ferro tinha tudo para ser uma série muito, muito legal. Quer dizer, um jovem (Danny Rand) filho de pais bilionários fica órfão quando o avião deles cai nas montanhas, ele é resgatado por monges que lhe ensinam a lutar kung fu e a dominar suas emoções, e lhe é concedido o grandioso poder do Punho de Ferro quando derrota Shou-Lao, literalmente um DRAGÃO IMORTAL, para que possa, assim, defender sua cidade perdida de ninjas. Legal, né? 

Bem, só no papel. Como eu disse, eu quis muito gostar de Punho de Ferro por toda a sua história e a mística por trás do personagem, mas uma combinação de um roteiro ruim e atuações fracas (principalmente do próprio Danny Rand) fizeram com que me decepcionasse com a série. Inclusive, você pode ler nossa resenha de Punho de Ferro aqui.


3 - DEMOLIDOR (SEGUNDA TEMPORADA)

A primeira temporada de Demolidor subiu a barra de expectativa de todos devido as qualidades combinadas que apresentou, então todos esperavam uma segunda temporada que também não fizesse feio. Contudo, a temporada seguinte não foi plenamente efetiva em manter um nível alto a todos os momentos; não me entendam mal, eu gostei bastante, porém é claro que há uma disparidade entre a primeira parte da temporada, que introduz o personagem do Justiceiro (magnificamente portado por Jon Bernthal, o eterno Shane de The Walking Dead), e a segunda parte, que traz o arco de Elektra, Stick e (mais uma vez) o Tentáculo.

Enquanto a história do Justiceiro te cativa e envolve com reviravoltas a cada minuto, o arco do Tentáculo se mostra muito confuso, não fornecendo várias respostas que eram esperadas até mesmo da primeira temporada, e fazendo com que por certas vezes você se pergunte o porquê daquilo ou aquilo outro do Tentáculo ser tão perigoso. Dessa forma, dou a ela o meu terceiro lugar.


2 - JESSICA JONES 

Jessica Jones foi uma surpresa muito agradável para mim. Eu comecei a assistir devido ao hype que estava de demolidor, e me vislumbrei com uma série de alta qualidade, tanto de roteiro, quanto de atuação. A personagem principal interpretada por Krysten Ritter lhe envolve em sua boemia e jeito único de lidar com as coisas com um mistério que vai se desenrolando fantasticamente no decorrer da temporada, muito graças a outra atuação impecável, de David Tennant. 

Tennant nos apresenta o vilão Killgrave, único em suas características, que consegue se mostrar de maneira singular (e tão mimado quanto Lúcifer) como um nêmesis a ser temido até pelo mais forte dos personagens, representando de fato uma oposição à altura da personagem principal da trama (o detalhe que faltou de fato em Luke Cage). Jessica nos faz ficar babando pela segunda temporada, então dou o segundo lugar para ela.



1- DEMOLIDOR (1ª TEMPORADA)

Quando a Netflix anunciou que adaptaria Demolidor como uma série, eu fiquei muito animado, mas apreensivo. O Homem Sem Medo, de Frank Miller, era um dos meus quadrinhos favoritos à época, e me marcou pela sua qualidade em geral. A série chegou e não desapontou, me conquistando logo no primeiro episódio, principalmente por ser muito fiel aos trabalhos já realizados com o herói nos quadrinhos (até mesmo usando Miller como referência) e pela maestria do elenco ao todo, não só pelo próprio protagonista.

Vincent D'Onofrio traz uma performance memorável e fresca do Rei do Crime, realizando um trabalho emocional poucas vezes visto em outros personagens de quadrinhos, combinando à própria atuação do herói e da temporada repleta de ação, se tornando um clássico instantâneo. Assim, a primeira temporada de Demolidor é a que está no topo para mim




O que vocês acharam da lista? Se discordam ou concordam, me conte nos comentários.


 
© Copyright - Mariely Abreu - Design e Codificação - Todos os direitos reservados Voltar ao Topo!