RESENHA:A GAROTA DO CALENDÁRIO (AGOSTO) - AUDREY CARLAN

Título: A Garota do Calendário: Junho 
Título original: Calendar Girl
Série: A Garota do Calendário
Autor: Audrey Carlan
Livro: 07
Editora: Verus
Páginas: 144
Adicione: Skoob
Comprar: Saraiva / Amazon
Nota: 4/5

O que você faria para salvar a vida de seu pai? A vida é feita de escolhas. Mia Saunders fez a dela. O sexto volume do fenômeno editorial nos Estados Unidos, com mais de 3 milhões de cópias vendidas Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Agosto virá com uma tarefa diferente para Mia: ir a Dallas fingir ser irmã do jovem magnata e caubói Max. Mia sabe que sua contratação tem a ver com os negócios de Max, mas nunca poderia imaginar o que está prestes a acontecer.



Como já contei nas resenhas dos livros anteriores (JaneiroFevereiroMarço - AbrilMaio - Junho - Julho) Mia Saunders precisa de muito dinheiro, depois que seu pai fez uma dívida de um milhão de dólares com Blaine, um perigoso agiota, que por acaso é o ex-namorado dela, e acabou em coma no hospital, restou para a garota largar sua vida para conseguir pagar a dividia, já que o agiota estava ameaçando a vida de Maddy, sua irmã mais nova. Mia então virou um acompanhante de luxo e todo mês é mandada para um destino diferente, onde mora com seu cliente e vive novas aventuras.


Agosto chegou e o destino de Mia o Texas, onde seu novo cliente, o caubói e empresário da indústria de petróleo, Maxwell Cunningham. A missão de mina nesse mês é se passar pela irmã desaparecida de Max, que tem o mesmo nome e nasceu no mesmo dia que ela. 

Talvez fosse esse o caminho do verdadeiro amor. O casal se apoiava um no outro até que não houvesse outra fonte com o mesmo efeito 


Mas antes de chegar ao seu destino, nossa acompanhante de luxo favorita faz uma parada em Malibu, na casa do seu atual namorado Wes – sim, finalmente eles decidiram assumir um relacionamento sério – que fará de tudo para convencê-la a largar o emprego e deixar que ele quite sua divida. Mas Mia não quer começar o namoro tendo essa divida com ele, então decide que vai continuar trabalhando até o final do ano. 


Ao chegar ao Texas, Max lhe conta todo seu objetivo, deixando-a confusa com toda a encenação. Mas a mesma continua trabalhando. Cada dia que passa, Mia sente-se melhor no rancho de Max, convivendo com a esposa e o filho deles. Só que a sensação familiar que ela sente toda vez que Max se aproxima, não a deixa em momento nenhum. 

Os pensamentos negativos são plantados como uma semente no cérebro e, uma vez que crescem, tomam conta da mente, infectando a nossa capacidade de enxergar a verdade e a beleza de forma clara. De ver a honestidade por trás de uma pessoa ou situação. 


Eu repito isso em todas as resenhas da série, mas é a mais pura verdade: sou completamente apaixonada por essa série, achei esse mês fundamental para conhecermos a Mia um pouco melhor, porque, como no mês passado, nesse livro não tem tantas cenas de sexo e sim dela como pessoa. 

Os novos personagens também são maravilhosos, Max é um amor, o homem é extremamente atraente e tem um coração enorme. Me derreti de amores por ele e acho que é um dos meus personagens favoritos da série. 

Quanto à edição física, o livro continua no mesmo padrão da série. Capas com vestidos bonitos, diagramação simples, com a media de 100 a 150 paginas, o que nos faz ler o livro em poucas horas, uma boa revisão e, o que eu mais gosto no mundo: paginas amarelada.


 
© Copyright - Mariely Abreu - Design e Codificação - Todos os direitos reservados Voltar ao Topo!