VOCÊ BAGUNÇOU TUDO EM MIM!


Depois de tantas lagrimas e decepções eu prometi a mim mesmo que não me apaixonaria novamente. Eu queria calmaria para minha vida, que já tinha tido tempestade demais. Eu não queria me apaixonar por ninguém, não queria amar ninguém. E tinha conseguido ficar na minha por um tempo. Era bem fácil na verdade, eu chegava, conhecia a pessoa, mas não deixava ela me conhecer. Eu ficava sem me envolver. Até que você mandou mensagem, eu respondi e, surpreendentemente, esperei ansiosamente você responder, por alguns minutos aquela conversa era o que mais importava, mas não fluiu como eu gostaria que tivesse fluido, e eu sinceramente achei que aquilo seria tudo. 

Mas ai você apareceu de novo. Eu não esperava te encontrar naquela festa, já que você nunca aparecia nas festas de família. Mas você estava lá. Lindo. Com um sorriso no rosto. Nós conversamos, brincamos e pela primeira vez em muito tempo eu simplesmente fui eu mesma. 

Quando me chamou para sair, eu achei que seria apenas aquilo, ver um filme, ficar com você. Cada um seguiria sua vida. Não esperava que meu coração palpitasse daquele jeito. Não esperava sentir aquele frio na barriga. Foi uma sensação maravilhosa. Beijar você foi simplesmente incrível, mesmo não tendo aquela sincronia de filmes românticos. Eu estava nervosa. Você não era qualquer um. Nós dois tínhamos um passado juntos. E eu sempre me lembrava desse passado com carinho. 

Primeiro encontro

Segundo encontro

Terceiro encontro

Quarto encontro

Eu já sabia que estava perdida depois do quarto encontro. Depois de ter sentido teus beijos, teu toque, teu corpo no meu, eu sabia que minha vida não voltaria a ser como antes. 

Foi nesse momento que eu pensei seriamente em me afastar. Você tinha viajado, ia ficar uma semana fora, eu podia simplesmente começar a me afastar. Mas eu simplesmente ficava grudada no celular esperando uma mensagem. Eu tinha uma necessidade enorme de falar com você o tempo todo.

Você ficou poucos dias fora e eu fiquei com uma saudade irreal. Como eu podia sentir tanta saudade de alguém que mal tinha voltado para minha vida? 

Eu não queria me apaixonar, não mesmo. Mas, em algum momento você sorriu, e, puta merda, estragou tudo. 

Você sorriu para mim e tornou-se meu delírio. 

Eu pensei seriamente em correr. Mas já era tarde. Eu já estava com os neurônios bagunçados, o coração bagunçado, e o pouco que se mantinha arrumado em mim foi bagunçando cada vez que você chegava mais perto.

A cada abraço, a cada beijo, a cada carinho, a cada conversa. A cada dia tinha mais de você em mim. E menos de mim em mim mesma. 

Eu não queria encontrar ninguém por enquanto. Eu não queria me apaixonar tão cedo. Justo quando eu menos esperava alguém, você reapareceu. E era o certo. O carinha certo. O homem certo. Tanto faz! É você! É esse teu abraço que me faz querer parar o tempo. É esse teu jeito de falar, de demonstrar que sou sua. É a tua risada que me faz querer explicar para o mundo inteiro o quanto tu é perfeito. Não tem jeito. Não tem remédio.

Eu já estava apaixonada por você.



 
© Copyright - Mariely Abreu - Design e Codificação - Todos os direitos reservados Voltar ao Topo!