RESENHA: A GAROTA DO CALENDÁRIOS (ABRIL) - AUDREY CARLA

Título: A Garota do Calendário: Abril 
Título original: Calendar Girl
Série: A Garota do Calendário
Autor: Audrey Carlan
Livro: 04
Editora: Verus
Páginas: 160
Adicione: Skoob
Comprar: Saraiva / Amazon
Nota: 4/5
"Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... O cliente de abril é o astro do beisebol Mason Murphy, de Boston, que precisa de Mia a seu lado para melhorar sua imagem com os patrocinadores. Mason não está acostumado a ouvir “não” de mulher alguma, e Mia vai representar o desafio supremo para ele."


Atenção: esse livro não é recomendado para menores de 18 anos.



Como já contei nas resenhas dos livros anteriores (Janeiro – FevereiroMarço) Mia Saunders precisa de muito dinheiro, depois que seu pai fez uma dívida de um milhão de dólares com Blaine, um perigoso agiota, que por acaso é o ex-namorado dela, e acabou em coma no hospital, restou para a garota largar sua vida para conseguir pagar a dividia, já que o agiota estava ameaçando a vida de Mandy, sua irmã mais nova. Mia então virou um acompanhante de luxo e todo mês é mandada para um destino diferente, onde mora com seu cliente e vive novas aventuras. 

O destino da vez é Boston e o seu mais novo cliente é o famoso arremessador do time de beisebol Red Sox, Mason Murphy, que está deslanchando em sua carreira, mas sua imagem não está nada bem diante dos patrocinadores, já que é sempre associado a festas, mulheres e confusão. A função de Mia é basicamente fingir ser a namorada de Mason durante o mês para que ele passe a imagem de homem centrado nas finais. E pelo visto, esse é o trabalho dos sonhos dela, já que Red Sox é o seu time favorito e ela vai poder passar os dias usando jeans e camisetas, ao invés daqueles vestidos de grife com os quais se habituou nos últimos meses. 

"-Eu posso ter sido contratada para ser a sua namorada durante esse mês, mas não sou sua puta - Suas sobrancelhas se ergueram. - Transar com o cliente é opção minha, não faz parte do contrato. Você devia ter lido as letras miúdas, amigo, porque está prestes a descobrir como é passar o mês na seca."
Mas Mace, como prefere ser chamado, não é uma pessoa fácil de lidar, é um garoto em corpo de homem, que não pensa muito nas consequências das suas atitudes, chegando a ser um pouco machista por não saber ouvir “não” como resposta. A verdade é que ele não sabe como tratar bem uma mulher e adivinhem que é que vai ensiná-lo? Sim, a Mia, isso tudo porque ela vai perceber que aquele Mason não passa de uma fachada, que por dentro ele é apenas um garoto que nutre uma grande paixão por Rachel, sua relações públicas e um grande medo de ser rejeitado pela mesma.

Rachel também é completamente apaixonada por nosso astro, mas não dá o braço a torcer por conhecer sua fama de mulherengo e por muitas vezes tendo ela mesma que dispensar a mulher na manhã seguinte. E apesar de Mia precisar apenas fazer papel de namorada, a morena decide bancar o papel de cupido também e faz de tudo para juntar esse casal!
— Se você quiser ter uma mulher no futuro, precisa aprender a chamá-la de coisas que a façam se sentir especial, não só mais uma. Lembre-se disso.



Depois de um grande repertório de caras perfeitamente lindos e ricos, somos apresentados ao Mace que é um cara mais “comum” – apesar de ser lindo e rico -, mas cada vez que ele vai deixando a camada inconsequente de lado e se mostrando, vamos nos apegando ainda mais ao personagem. 



Eu já li toda a série “A Garota do Calendário” e cheguei a ler algumas resenhas sobre esse volume, me surpreendi quando as pessoas disseram que a o mês de abril foi superficial, eu acho que o tempo que a Mia passou ao lado do Mace e Rachel foi extremamente importante para seu crescimento pessoal, e a amizade que fez ali, ela com certeza vai levar para toda a vida. Vale lembrar que é uma série erótica, então sim, vai ter cenas de sexo. Quanto a diagramação, ela é bem simples, folhas amareladas, letras grandes e cada livro tem um pouco mais de 100 páginas e com uma revisão sensacional!

A garota do calendário é o tipo de livro perfeito para se ler em poucas horas e para se divertir. 



 
© Copyright - Mariely Abreu - Design e Codificação - Todos os direitos reservados Voltar ao Topo!