[TOP 5] LUGARES QUE QUEREMOS CONHECER NO JAPÃO

O Japão é um país referência quando o assunto é tecnologia, cultura e comida, e muitos que assim como eu cresceram sob forte influência da cultura japonesa por meio de animes, mangás e derivados nutriram a vontade de conhecer o país desde cedo. Eu e Luma nunca fomos à terra do sol nascente, mas planejamos conhece-la em dois anos e, com o alto hype com que estamos, resolvemos passar para vocês alguns pontos essenciais do nosso roteiro para se visitar quando for ao Japão.


#05 – CASTELO DE HIMEJI

A história do Japão, principalmente o seu período feudal (1185 – 1603), foi marcada por uma arquitetura única e bela que é motivo de inspiração até hoje por seu estilo e é cultuada por pessoas até fora do país. O Castelo de Himeji ou Himeji-jo é um desses exemplos de maravilhas arquitetônicas que impressionam por sua riqueza de detalhes, sendo uma construção imensa de 82 edifícios e um dos pontos turísticos mais procurados do Japão. É um dos três famosos castelos do país, junto ao Castelo de Matsumoto e o Castelo de Kumamoto.



#04 – KINKAJU-JI

Kyoto é uma das cidades mais procuradas por Japão não só por ter sido por séculos a capital do país, mas também por sua beleza arquitetônica preservada, que faz com que o turista se sinta entrando num túnel do tempo direto para o Japão Feudal, sendo conhecida como a Cidade dos Dez Mil Santuários. O Kinkaju-ji ou Templo do Pavilhão Dourado talvez seja o ponto turístico mais famoso da cidade, sendo um templo Zen construído originalmente como refúgio do Shogun Yoshimitsu Ashikaga em 1937.

O Kinkaju-ji fica às margens do lago Kyōko-chi, e tem sua estrutura foleada em ouro puro, formando uma imagem belíssima junto ao espelho d’água, e servindo de inspiração para outros templos em Kyoto, como o Ginkaku-ji e o Shōkoku-ji.


#03 – PARQUE DE JIGOKUDANI

O Parque de Jigokudani é uma atração localizada no vale do rio Yokoyu, conhecido por suas fontes termais e pelos seus visitantes animais ilustres. Jigokudani significa “Vale do inferno” em tradução literal, pois apesar de ser rodeado por penhascos íngremes, neve e florestas gélidas, vapor e bolhas de água fervente brotam do chão próximo às fontes.

O parque é famoso por ter no inverno a visita de grupos de macacos da neve, que buscam se refugiar do frio se banhando nas águas termais, e mesmo sendo um ponto turístico bem conhecido, é um ponto que geralmente não é lotado devido ao seu difícil acesso, logo é uma oportunidade para relaxar e fugir da loucura da cidade.


#02 - Fushimi Inari Taisha

O Fushimi Inari Taisha é um santuário da cidade de Kyoto que se estende por 4 quilometros à 230 metros acima do nível do mar e é composto de centenas de portões vermelhos (torii) que levam os visitantes a apreciar a vista da cidade e a visitar também templos menores. O templo é na verdade o santuário principal (taisha) do deus Inari e de mais de 32,000 templos espalhados pelo Japão, sendo visitado por milhões de pessoas todos os anos que vão até ele devido também à sua importância religiosa.


#01 – SUKIYABASHI JIRO

Possuidor de estrondosas três estrelas Michelin, esse pequeno restaurante de Tóquio é considerado por muitos como o melhor restaurante de sushi do país, se não do mundo. Ele é comandado pelo sushiman que dá nome ao restaurante, Jiro Ono, de 91 anos, que tornou-se figura lendária por seu trabalho meticuloso e sua inovação na culinária japonesa, preparando suas refeições para serem ingeridas no decorrer de menos de meia hora (devido ao fato do corpo humano levar 20 minutos para reconhecer que está satisfeito).

O lendário restaurante foi retratado pelo documentário “Jiro dreams of sushi” disponível na Netflix, que conta a história e faz o espectador realmente entender o amor emposto por Jiro em seu trabalho. É um do locais do Japão que mais estou interessado em visitar, mas cabe o aviso: os pratos custam aproximadamente 300 dólares e o prazo de espera para reserva pode ultrapassar um ano! Então é bom se preparar para gastar e esperar.

Eu poderia citar diversos outros pontos turísticos desse país maravilhoso que deixariam a sua viagem ainda mais incrível, como o Palácio Imperial do Japão e os templos de Kiyomizu-dera ou Todaiji, mas como só podemos falar de 5, deixo aqui as nossas indicações (e o nosso provável roteiro, será?) de pontos para se visitar. Espero que tenha conseguido atiçar a vontade vocês de conhecer o país, e se tiver, recomendo que marquem logo no Jiro, porque já estou marcando para daqui a dois anos.


 
© Copyright - Mariely Abreu - Design e Codificação - Todos os direitos reservados Voltar ao Topo!