RESENHA: OS 13 PORQUÊS - JAY ASHER

Título: Os 13 Porquês
Título original: 13 Reasons Why
Autor: Jay Asher 
Editora: Ática 
Gênero: Literatura Estrangeira / Drama 
Páginas: 256
Adicione: Skoob
Compre aqui: Amazon ☮ Walmart

Classificação: ★★★★★

Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker - uma colega de classe e antiga paquera -, que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.

Há alguns anos eu vi esse livro na livraria e fiquei com uma vontade imensa de comprar e lê-lo, mas como minha lista já estava bem grande, deixei passar. Depois que a Netflix liberou o primeiro tease da série, eu decidi que estava na hora de ler e o baixei no kindle. 

Clay Jansem chega em casa depois da escola e encontra em sua porta um pacote endereçado a ele. Ao abrir a caixa, ele encontra sete fitas, com os lados enumerados do 1 ao 13. Sem saber o que podem ser, Clay caminha até a garagem, onde tem um velho radio, coloca a primeira fita e não acredita no que ouve: Hannah Baker, a menina que cometeu suicídio a algumas semanas e estudava na mesma sala que ele.

“Queria que as pessoas confiassem em mim, apesar de qualquer coisa que tivessem ouvido. E, mais do que isso, queria que me conhecessem. Não aquilo que pensavam saber a meu respeito. Mas eu de verdade. Queria que deixassem para trás os boatos, que enxergassem além dos relacionamentos que tive, ou talvez, ainda tivesse, mas com os quais não concordavam.”
Na fita, Hannah começa a contar que se matou por trezes motivos e que cada um desses motivos vão ser equivalentes a um lado da fita, e que se pessoa estiver ouvindo a fita, ela é um dos motivos ou os outros não cumpriram as regras e as fitas foram divulgadas. Clay então percebe que é um dos motivos da Hannah ter se matado e tenta entender o porquê. 

Intercalando as falas de Hannah na fita e o ponto de vista do Clay, a narrativa do livro é bem fluída e fácil de ser lida, eu consegui terminá-lo em dois dias. A partir das gravações, você vai conhecendo um pouco mais da Hannah e conhecendo as pessoas com quem ela conviveu de alguma forma, pessoas que a ajudaram ou a fizeram mal em algum momento.
“Ninguém sabe ao certo o impacto que tem na vida dos outros.”
Apesar das gravações serem tocantes, é necessário entender que nenhum dos motivos foi um fator decisivo para ela ter se matado e sim o conjunto de todos os motivos. O que passa uma mensagem muito importante para quem sofre calado, às vezes é necessário que você conte o que está sentindo de alguma forma. E também um alerta para percebermos as pequenas mudanças que acontecem com as pessoas próximas a nós. 

Eu li o livro em um formato digital, mas pelo que folheei na livraria, a edição impressa está impecável, com símbolos temáticos a música (play, stop, pause) para separar a narração da Hannah do pensamento do Clay e/ou mudanças de capítulos.
“Eu não esqueci. Se há uma coisa que ainda tenho é memória. O que é péssimo. Se eu esquecesse as coisas de vez em quando, todos nos estaríamos um pouco mais felizes.”
 Dia 31, a Netflix vai lançar a primeira temporada do seriado baseado no livro, confira o tease a baixo e depois me conte o que achou!




 
© Copyright - Mariely Abreu - Design e Codificação - Todos os direitos reservados Voltar ao Topo!