RESENHA: CEMITÉRIOS DE DRAGÕES - RAPHAEL DRACCON

Título: Cemitério de Dragões (#01)
Série: Legado Ranger
Livro: 01
Autor: Raphael Draccon
Editora: Rocco
Páginas: 352
Comprar: Submarino  Cultura ☮ Americanas
 Amazon
Um soldado de elite do exército americano desaparecido em uma missão no Afeganistão. Uma africana guerrilheira crescida em meio a conflitos étnicos de Ruanda.Uma garçonete irlandesa praticante de artes marciais mistas. Um hacker brasileiro descendente de orientais. Um dublê francês mestre em Parkour. Cinco realidades distintas. Um fenômeno desconhecido faz cinco pessoas, sem qualquer conexão e espalhadas pelo planeta Terra, acordarem em diferentes regiões de uma realidade devastada por um império de reptilianos e assolada pela escravidão. Os cinco iniciam uma jornada em busca de respostas para sobreviverem no centro de uma guerra envolvendo criaturas fantásticas e demônios dispostos a invocar perigosos seres abissais para servirem a seus propósitos. Porém uma entidade pretende conectar o destino dos cinco humanos e armá-los com uma tecnologia construída à base de metal-vivo, magia e sangue de dragões. Uma tecnologia jamais vista naquela ou em qualquer outra dimensão, capaz de gerar heróis de metal. Batalhas empolgantes, romance e magia. Esse é o universo épico de Cemitérios de Dragões, inspirado em uma visão adulta e sombria das antigas séries Tokusatsu, como Jaspion, Changeman, Flashman, Ultraman e tantas outras, que marcaram a infância de toda uma geração.

Cemitério de Dragões foi o segundo livro de Raphael Draccon que eu li, sendo o primeiro Espíritos de Gelo que eu também tenho resenhado aqui. Eu já conhecia seus outros sucessos, mas nunca havia parado para ler, levei muito tempo para deixar o preconceito de lado com autores brasileiros e só me arrependo de ter demorado tanto.

Como sou apaixonada por literatura fantásticas, decidi que já estava mais do que na hora de ler outro título do autor. Ainda mais porque eu o havia conhecido e o livro estava autografado. E só posso dizer maravilhas da minha experiência. 


O livro demorou um pouco para me pegar, porque eu não estava acostumada com o estilo da escrita dele, mas quando o livro me pegou, não queria fazer outra coisa da minha vida além de lê-lo. 

Os capítulos do livro são pequenos, bem estruturados e os personagens tem características marcantes, somando isso ao fato da história ser muito bem desenvolvida e da história ser contada por vários pontos de vistas, faz com que o livro seja um tremendo sucesso e com que a história não perca o fôlego, dando tempo suficiente para o mundo ser detalhada com perfeição sem que nada fique cansativo.

A melhor coisa de ler Draccon é a quantidade de referências a cultura pop que ele faz, e uma das principais nesse livro é a do Power Ranges, o que só fez melhorar o livro, junto com toda a ação que ele proporciona.


Espero que tenham gostado, meus amores. Deixem seus comentários se já tiverem lido. 

 
© Copyright - Mariely Abreu - Design e Codificação - Todos os direitos reservados Voltar ao Topo!