EU ASSISTI: A CABANA


A família Philips parece ter saído diretamente de um comercial de margarina, mas as coisas mudam drasticamente quando uma tragédia os abala de formas inimagináveis. 

Antes que o verão acabe, Mack (Sam Worthington) e seus três filhos saem para acampar durante o final de semana, sua esposa, Nan (Radha Mitcell), fica na cidade a trabalho. Tudo está correndo muito bem e quando estão prestes a voltar para casa, um incidente tira a atenção de Mack por tempo suficiente para que sua filha mais nova, Missy, desapreça. 

Todos que estavam no acampamento se motivam para procurar a criança, junto com a policia e FBI, mas em pouco tempo de investigação, eles descobrem que a menina foi assassinada de uma forma brutal em uma cabana nas redondezas do lago, por um maníaco procurado a alguns anos. E como se já não bastasse essa situação, seu corpo nunca foi encontrado para que eles pudessem enterrar.

Isso bastou para que a família desandasse um pouco. Mack entra em uma profunda depressão, sentindo um misto de culpa, raiva e angustia diariamente e aos poucos vai se afastando cada vez mais da família. Nan tenta a todo custo manter sua família unida e cuidar dos outros filhos Josh (Gage Munroe) e Kate (Megan Charpentier), que também entra em uma depressão e se culpa pelo que aconteceu. 

Um dia, quanto sua esposa viaja com os filhos para a casa da irmã, Mack recebe uma carta pedindo que ele vá até a cabana, assinada por “papai”, a forma carinhosa que sua esposa se dirige a Deus. Achando que a carta possa ter sido escrita pelo assassino de sua filha que nunca foi pego, Mack segue as orientações da carta. Ao chegar lá, ele percebe que a cabana está completamente diferente do que ele se lembrava e tem três moradores inusitados. 

Uma mulher negra, grande e sorridente (descrição do livro) o recebe e se apresenta a ele como Deus (Octavia Spencer), além de apresentar seus filho, Jesus Cristo (Aviv Alush), um jovem árabe, e Sarayu (Sumire), uma jovem oriental, como o Espírito Santo. Achando que está morto ou que enlouqueceu, Mack leva algum tempo para começar a conversar verdadeiramente com eles e aceitar toda aquela realidade. 


Eu não me considero uma pessoa religiosa, mas me considero uma pessoa de fé. Acredito em Deus, acredito que exista uma força maior que nos guia, mas acredito que todas as pessoas têm direito de escolha. Não podemos responsabilizar Deus por todas as coisas que acontecem em nossas vidas, sejam as boas ou as ruim. 

A Cabana já tinha me ensinado muito lá em 2008, quando li o livro. Mas ver a adaptação me arrancou muito mais que lágrimas. O filme me fez refletir em diversos momentos e o tempo inteira fiquei me perguntando se eu seria capaz de tais atos se fossem comigo. 

Perdoar é uma dádiva que ainda não sei por completo, “Perdoar não significa que não vá doer, que você não vá sentir raiva. Mas quanto mais você disser isso, mas fácil vai ser. Mesmo que demore anos”, é uma das frases que mais fiquei pensando ao terminar o filme. 

Um dos filmes mais bonitos que assisti nos últimos anos, um livro muito emocionante, que fala sobre Deus sem precisar falar de religião. Que mostra a fé acima de tudo e que nos fazem entender uma coisa: por maior que Ele seja, não pode nos proteger de tudo, porque temos livre arbítrio e o mal também pode nos influenciar.


38 comentários:

  1. Eu assisti esse filme!! Chorei muito e minha perspectiva de ver Deus mudou totalmente! Amei o post

    ResponderExcluir
  2. Eu estou doida para assistir o filme, e sei que vou chorar horrores...

    ResponderExcluir
  3. Que post maravilhoso e ótima indicação de um excelente filme!
    Uma coisa que você falou e que me tocou foi sobre responsabilizarmos Deus de tudo o que acontece em nossas vidas, sendo que não é bem assim, já que temos direito de escolha e toda escolha tem sua consequência, seja ela boa ou ruim. Às vezes só queremos escolher, escolher escolha e escolher, mas nunca queremos sofrer as reações de nossas ações. Deus nos ajuda, sempre, mas de forma alguma interfere no nosso livre-arbítrio!
    Um abraço 😊

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Eu vi o filme mês passado. Eu já li o livro algumas vezes e amo. Um dos maiores motivos para eu gostar da história é justamente o fato dele falar sobre Deus sem falar sobre religião. como Jesus disse no filme: Religião é complicado.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  5. Oi,

    Adorei sua resenha.
    Confesso que não li o livro e não cheguei a ficar interessada por ele, e nem pelo filme.
    Mas me identifiquei quando você diz não se considerar uma pessoa religiosa, mas com fé. E acabei de certa forma ficando curiosa com o filme.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Eu simplesmente amei a resenha! Eu li o livro, mas ainda não tive a oportunidade de ver o filmes. Estou bem curiosa, é muito emocionante. Acredito em Deus e fé tb

    ResponderExcluir
  7. Eu sou louca pra assistir o filme ainda não tive a oportunidade, mas eu amo o livro choro litro imagina eu vem do o filme

    ResponderExcluir
  8. Nossa mulher amei demais essa resenha tô louca pra ver , vou ver se consigo ver esse fim de semana.

    ResponderExcluir
  9. Eu já estou louca para assistir o filme, aí eu leio essa resenha, é eu preciso MUITO assistir esse filme kkk. Parabéns pelo post

    ResponderExcluir
  10. Que lindo que deve ser mesmo essa história
    o que precisamos é de histórias que os incentiva ao bem
    bjs

    ResponderExcluir
  11. Oi tudo bem?
    Diferente de você eu não gostei do livro quando eu li e estou em duvida se assisto a esse filme ou não, mas quem sabe um dia eu resolva assisti lo mas sua resenha sobre ele me deixou ainda mais curiosa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá Luma! Eu acho que já vi esse filme ou li o livro mas não me recordo na real se li mesmo!
    Se não foi esse foi algum parecido!
    Histórias que nos fazem perdoar e pensar no pior que já nos aconteceu são as melhores, mudamos a nossa maneira de ser e de ver!
    Concordo consigo, esta é uma história em pêras!
    Bjs :)

    ResponderExcluir
  13. Que máximo! Nunca assisti mas quero muito! Beijo

    segui *

    www.keke.pt

    ResponderExcluir
  14. Ainda não assisti, mas fiquei bem curiosa após ler sua resenha.
    Bjs
    www.jaquelinefernandes.com.br

    ResponderExcluir
  15. Boa tarde, como vai?
    Gostei bastante da sua resenha, confesso que desconhecia que a cabana tinha em filme, ate entao eu pensava que só tinha em livro, e como eu li o livro, entao vou procurar para ver se também encontro esse filme para eu assistir. beijos

    ResponderExcluir
  16. Eu também assisti gostei muito assim como você, descreveu muito bem o filme e eu recomendo vale a pena

    Bjs (•_•)

    ResponderExcluir
  17. Ainda não vi... mas o comercial do filme sim é de arrepiar.... mas gostei deles destacar a Fé
    Bjo.http://keilyces.blogspot.com.br/?m=0

    ResponderExcluir
  18. Ainda não tive a oportunidade de assistir ao filme, mas li o livro e me apaixonei pela história.
    Acredito que também irei me emocionar com esta adaptação.

    ResponderExcluir
  19. esse filme é muito bom em pela selo seu post irei assistir

    ResponderExcluir
  20. ola tudo bem ? ainda não li o livro e nem assisti o filme. tenho visto bastante comentarios positivos e apos sua resenha fiquei querendo assistir o filme em breve. bjssss

    ResponderExcluir
  21. Uau comecei ler seu post e fiquei presa, na historia.

    ResponderExcluir
  22. Nossa ... quero assistir esse filme parece muito bom . Bjs

    ResponderExcluir
  23. Luma, eu não li o livro A Cabana. Embora tivesse uma leve noção do assunto, não sabia como era realmente o enredo. Pela resenha, coloquei o filme no início da minha lista para assistir, pois envolve vários elementos que gosto, como drama e mistério. Faz tempo que não assisto nada nesse estilo. Parece mesmo imperdível. A resenha ficou perfeita.

    ResponderExcluir
  24. Eu li o livro logo quando lançou e já fiquei emocionada. Imagina o filme? Nossa, vou chorar o tempo inteiro. Gosto muito de enredos desse tipo e que me faça aflorar os sentimentos. Essa estória é linda!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  25. Ainda não tive a oportunidade de assistir o filme, mas espero em breve vou assistir.
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Esse filme é incrível, perdoar é necessário para que possamos viver melhor consigo mesmo, se não perdoarmos iremos ficar remoendo tudo aquilo todos os dias e nada nos fará ir para frente. Amei o post!

    ResponderExcluir
  27. Nunca assisti esse filme mais me parece ser muito bom eu adorei já quero assistir perdoar realmente é necessário

    Blog Paula Oliveira \ Facebook

    ResponderExcluir
  28. Eu gostei bastante do livro e estou ansiosa pra ver o filme, ainda não vi mais desse fim de semana não passa, adorei sua resenha. Sucesso, beijos

    ResponderExcluir
  29. Oi Luma, tudo bem?

    Ainda não vi a adaptação para o cinema e nem li o livro, tinha começado, mas simplesmente parei logo no início, nem sei mesmo o motivo. A premissa da obra é simplesmente divina e já nos dar uma abordagem do que pode nos ensinar. Com certeza irei tirar muitas lições da obra!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  30. Oi, tudo bom?
    Eu estou louca para assistir esse filme, eu li o livro e não gostei muito, talvez por minha religião não achei tão emocionante como todos dizem, mas já aconteceu de algumas vezes como por exemplo A menina que roubava livros, o filme me agradar mais que o livro.
    Beijos, Joyce de Freitas.

    ResponderExcluir
  31. AH, eu assisti també,! como já tinha lido o livro, já conhecia a história, e nossa, como eu chorei! rs
    É lindo ♥

    ResponderExcluir
  32. Direta e objetiva: adorei sua explicação do filme! Alías, ainda nem li nem assisti e creio que vou gostar. Estava meio reticente para ler, li algumas críticas que me deixaram com um pé atras mas agora mudou depois que li aqui. Sou cristã, tenho minha vida pautada em Deus e concordo que não há como prever tudo, principalmente quando nos deixamos influenciar por coisas que não são boas aos olhos do Pai. bjs

    ResponderExcluir
  33. "Perdoar é uma dádiva que ainda não sei por completo" é algo que estou tentando colocar em pratica sempre e fico feliz por estar dando certo e isso ajuda muito dentro de nós, como pessoas. Nunca li nem assisti o filme, mas vontade não falta, assim que possível vou tentar ver.

    Beijos

    ResponderExcluir
  34. Nossa, que lindo!
    A Cabana foi meu segundo livro e ainda guardo todos os ensinamentos e lições comigo. Não tive a oportunidade de assistir o filme ainda mas quero muito.

    Adorei teu post, beijos!

    ResponderExcluir
  35. Esse filme parece ser muito bom. Estou querendo assistir. Acho que vou assistir logo!! Tô bastante curiosa pela história

    ResponderExcluir
  36. Estamos juntas então, tenho muita fé em Deus, sou católica mas não muito religiosa. Esse filme é lindo e maravilhoso! Todo mundo deveria assistir, com ele dá até pra nos tornarmos uma pessoa melhor

    ResponderExcluir
  37. Nunca li o livro e confesso que sempre achei ele bem sem graça, mas quando o filme lançou eu fiquei louca para ver e fui no cinema e me apaixonei, como você falou parece uma família de comercial de margaria, mas depois que tudo muda o ensinamento que ele passa é muito muito bom.

    ResponderExcluir
  38. Olá!!
    Eu quero muito ver o filme, já li o livro há uns anos atrás, então tenho que me preparar psicologicamente para ver.
    Gostei muito a resenha, não parece ter tido diferenças em relação ao livro.

    ResponderExcluir

 
© Copyright - Mariely Abreu - Design e Codificação - Todos os direitos reservados Voltar ao Topo!