[LIVROS] RESENHA: A ESPERANÇA - SUZANNE COLLINS

   

Editora: Rocco

Autor(a): Suzanne Collins
Acabamento: Brochura
Edição: 1 / 2011
Paginas: 421
Sinopse: Katniss conseguiu sair da arena pela segunda vez, mas, mesmo assim, ainda não está a salvo. A Capital está irritada e quer vingança e, por isso, inicia uma represália a toda a população. Numa trama tão violenta quanto psicológica, Suzanne Collins consegue provocar, em A esperança, um debate sobre a moral e os valores da guerra e as consequências das escolhas feitas por cada um dos personagens. 

Ser o símbolo da revolução tem um preço alto para Katniss, que terá que decidir o quanto da sua própria humanidade e sanidade ela poderá arriscar em nome da causa, dos seus amigos e da sua família. É pela voz da protagonista, ainda mais feroz e obstinada, que a autora desafia o leitor a refletir em meio a cenas cruéis de combate. Tudo isso numa narrativa brilhante, com viradas surpreendentes que levam a um desfecho chocante e original. 

Ambientado num futuro sombrio, a saga "Jogos Vorazes" é pioneira de uma tendência que ganhou força no mercado de bestsellers juvenis: a dos romances distópicos e pós-apocalípticos. As obras renderam à autora Suzanne Collins lugar na badalada lista de 100 personalidades mais influentes do ano da revista Time em 2010. Com narrativa ágil e ousada, os livros da trilogia foram traduzidos para 44 países e vêm atraindo leitores de diversas faixas etárias.



"Meu nome é Katniss Everdeen. Tenho dezessete anos. O meu lar é o Distrito 12. Participei dos Jogos Vorazes. Escapei. A Capital me odeia. Peeta foi levado como prisioneiro. Imaginam que ele esteja morto. Há uma grande chance de ele estar morto. Provavelmente é melhor que esteja morto..."


Resenha: Após ser resgatada dos Jogos Vorazes a vida de Katniss vira de cabeça para baixo. Primeiro descobre que Peeta está nas mãos da capital, depois descobre que o lugar onde era o seu lar, o distrito 12, virou cinzas e a única coisa que está de pé é a aldeia dos vitoriosos. 

Tudo que acontece no decorrer do livro é surpreendente. A começar pelo distrito 13, que nunca foi destruído, mas como tinha vencido contra a capital a anos atrás, foi assim divulgado para não criar guerras em outros distritos. Haymitch e todos os outros contam a Katniss que o plano deles sempre foi resgata-la e torna-la o torto. Ela seria a esperança dos outros distritos, seria graças a ela que a guerra contra a capital começaria. Mas eles têm um grande problema, Katniss não é mais a mesma desde que foi resgatada. Pelo livro ser narrado em primeira pessoa, nós iremos sentir toda a confusão de Katniss e toda a sua culpa de não ter conseguido salvar Peeta, o garoto do pão. Ela simplesmente não quer superar isso. 

"É claro que odeio a Capital, mas não confio no fato de que, ao assumir o papel de Tordo, estarei beneficiando aqueles que estão tentando derrubá-la."


Sabemos que Katniss nunca quis ter problemas contra a capital, ela só queria manter sua família a salvo. Seu ato no primeiro livro não foi um ato de rebeldia, como a capital e os distritos pensam, foi um ato impensável de alguém que não queria perder seu novo amigo - por assim dizer. E no segundo livro tudo o que ela queria era salvar Peeta. Já nesse livro tudo o que ela não quer é ser o tordo


Como tinha dito o Peeta está nas mãos da capital, e ela o usa para atingir a Katniss. Peeta aparece em rede nacional pedindo a todos para que abaixem as armas e desistam da guerra. Tudo o que a capital consegue com isso é dar um motivo a Katniss para entrar de vez na guerra: salvar Peeta. No meio da guerra vamos descobrir que muitos mocinhos não são realmente mocinhos.

"Eu me arrasto dos pesadelos todas as manhãs e descubro que não há nenhum alívio em estar acordado."

Quem quer o desenrolar do triangulo amoro - Gale - Katniss - Peeta. Não espere muito por isso no início e meio do livro. O livro vai fazer você sentir mais raiva do que qualquer outra coisa, pois nele percebemos que Katniss é apenas um fantoche nessa história toda. Essa guerra é muito maior do que ela. E para quem espera um final feliz, acredite, isso não acontece. 



Espero que vocês tenham gostado. Beijinhos e até a próxima.


 
© Copyright - Mariely Abreu - Design e Codificação - Todos os direitos reservados Voltar ao Topo!