[Livros] Resenha: As Vantagens de Ser Invisível - Stephen Chobosky


Autor(a): Stephen Chobosky
Editora: Rocco
Acabamento: Brochura
Edição: 01 / 2007
Idioma: Português
Número de Paginas: 223
Sinopse: Livro de estreia do roteirista norte-americano Stephen Chbosky, As Vantagens de ser Invisível sai no Brasil pela coleção Batendo de Frente da Rocco Jovens Leitores, cuja proposta é pôr o jovem em confronto com realidades cáusticas. Não poderia ser diferente. Ao mesmo tempo engraçado e atordoante, o livro reúne as cartas de Charlie, um adolescente de quem pouco se sabe - a não ser pelo que ele conta ao amigo nessas correspondências -, que vive entre a apatia e o entusiasmo, tateando territórios inexplorados, encurralado entre o desejo de viver a própria vida e ao mesmo tempo fugir dela.As dificuldades do ambiente escolar, muitas vezes ameaçador, as descobertas dos primeiros encontros amorosos, os dramas familiares, as festas alucinantes e a eterna vontade de se sentir "infinito" ao lado dos amigos são temas que enchem de alegria e angústia a cabeça do protagonista em fase de amadurecimento. Stephen Chbosky capta com emoção esse vaivém dos sentidos e dos sentimentos e constrói uma narrativa vigorosa costurada pelas cartas de Charlie endereçadas a um amigo que não se sabe se real ou imaginário.

Íntimas, hilariantes, às vezes devastadoras, as cartas mostram um jovem em confronto com a sua própria história presente e futura, ora como um personagem invisível à espreita por trás das cortinas, ora como o protagonista que tem que assumir seu papel no palco da vida. Um jovem que não se sabe quem é ou onde mora. Mas que poderia ser qualquer um, em qualquer lugar do mundo. 

"Ele é invisível. (...) Você vê as coisas. Você guarda silêncio sobre elas. E você compreende." 
- Patrick, sobre Charlie


Resenha: Levei um tempo para me convencer a ler esse livro. Não julguei ele pela capa, pelo filme ou pelos comentários. Eu simplesmente não sei o porque demorei tanto para lê-lo. Aperto no peito e arrependimento. Foi o que senti ao terminar de ler. Claro. Isso depois de ficar olhando para a parede alguns minutos. O livro não é ruim. Pelo contrario é um dos mais maravilhosos que li em minha vida. O aperto no peito eu senti ao perceber que era o fim do livro. E o arrependimento foi por ter demorado tanto para ler ele.

Charlie é um garoto americano de 16 anos extremamente tímido que está começando o primeiro ano do ensino médio. Ele leva uma vida solitária sem amigos e com uma vida monótona. É quando ele começa a escrever cartas para um amigo inexistente. Pelas cartas conhecemos Charlie mais a fundo, ele tem uma visão do mundo complexa e nas cartas ele começa a contar o seu dia a dia que não é muito emocionante.

“Então, esta é a minha vida. E quero que você saiba que sou feliz e triste ao mesmo tempo, e ainda estou tentando entender como posso ser assim.”



Percebemos logo que Charlie é mal compreendido. Seus pais o tratam com cautela, sua irmã mais velha tem suas próprias coisas, seu irmão mais velho está na faculdade, sua tia querida morreu, seu melhor - e único - amigo cometeu suicídio. Tudo o que Charlie conseguia fazer era viver um dia após o outro. 




Na escola Charlie conhece pessoas que mudam sua rotina. Bill, seu novo professor, começa a passar livros extraordinários que fazem com que ele reflita e compare certas coisas. Sam e Patrick, um casal de meios-irmãos, que trazem a intensidade para a vida dele. Amigos. Festas. Amores. Bebidas. Drogas. Músicas. Tudo começa a se fazer presente na vida de Charlie e pelas cartas que ele escreve acompanhamos tudo da fora mais intima possível, nela observamos suas inseguranças e sentimentos.

"-Por que as pessoas boas escolhem as pessoas erradas? 
- Charlie, a gente aceita o amor que acha que merece."


As vantagens de ser invisível é um livro incrível que pode encantar a qualquer pessoa. Charlie é o tipo de protagonista que te encanta nas primeiras paginas. Garanto que você vai rir e chorar junto dele e dos outros personagens. É um livro que indico para pessoas de qualquer idade, principalmente os adolescente, pôs Charlie passa por coisas que todos passamos em algum momento e coisas que desejamos nunca passar.

"Eu me sinto o infinito"


Espero que vocês tenham gostado. Beijinhos, até a próxima.

 
© Copyright - Mariely Abreu - Design e Codificação - Todos os direitos reservados Voltar ao Topo!