[FILMES] EU ASSISTI: ROGUE ONE - UMA HISTÓRIA STAR WARS

Titulo original: Rogue One: A Star Wars Story
Distribuidor: Disney

Ano de produção: 2016

Duração: 2h13min 
Direção: Gareth Edwards (II)

Ainda criança, Jyn Erso (Felicity Jones) foi afastada de seu pai, Galen (Mads Mikkelsen), devido à exigência do diretor Krennic (Ben Mendelsohn) que ele trabalhasse na construção da arma mais poderosa do Império, a Estrela da Morte. Criada por Saw Gerrera (Forest Whitaker), ela teve que aprender a sobreviver por conta própria ao completar 16 anos. Já adulta, Jyn é resgatada da prisão pela Aliança Rebelde, que deseja ter acesso a uma mensagem enviada por seu pai a Gerrera. Com a promessa de liberdade ao término da missão, ela aceita trabalhar ao lado do capitão Cassian Andor (Diego Luna) e do robô K-2SO.



Confesso a vocês que eu só virei fã de Star Wars no último ano, meu namorado é um dos maiores fãs dos filmes e aos poucos ele foi me introduzindo nesse mundo fantástico de Jedis. Ano passado, quando saímos da pré-estreia de O Despertar da Força, ele me informou que Rogue One seria lançado e que em breve teríamos outra pré-estreia para ir. EU AMEI A NOTÍCIA. Já fui a pré-estreias de diversos filmes, mas nenhuma se compara as de Star Wars, onde todos os fãs suspiram, riem, choram e aplaudem juntos! A empolgação deles é sensacional e eles conseguem fazer tudo isso no maior respeito do mundo. E a melhor parte é o final, quando a maioria levanta seus sabres de luz e os aplausos soam! Sério, uma das coisas que mais me faz gostar de Star Wars são os seus fãs! Mas vamos falar sobre o filme, porque vocês vieram aqui para isso...
O filme começa sem a tradicional abertura da saga (não é spoiler, isso já havia sido informado), mas ainda assim o filme não deixa a desejar. Como nos outros filmes, ele começa um pouco parado, ele vai te introduzindo aos poucos na historia, explicando como chegamos até ali.
O enredo do filme, acredito eu, que todos conhecem porque ele é mencionado no começo do Episódio IV. Um grupo nada (nada convencional, diga-se de passagem) roubou uma informação vital para que os Rebeldes possam destruir a mais recente arma construída pelo Império: a Estrela da morte, em um mundo onde os Jedis estão extintos, mas a força está sempre ao seu lado. E o filme mostra exatamente isso como todos os fãs gostam, sem furos, com muitos efeitos especiais, alivio cômico, e muita, muita cena de ação. Com toda a minha humilde opinião, eu posso dizer que por causa desse filme, eu entendi melhor o Episodio IV, porque eu senti a conexão entre os filmes, assim como todos os fãs que estavam na mesma sala de cinema que eu e vibraram em cada cena como eu.

No começo do filme somos apresentados aos protagonistas, Jyn Erson, uma jovem que não dá a mínima para politica, porque acabou perdendo a família e tudo o que tinha por causa dela, e Cassian Andor, um piloto e soldado rebelde que cumpre suas missões e ordens sem questioná-las. Os dois se encontram quando Jyn é resgatada pelos Rebeldes e precisa ajuda-los a achar seu pai se quiser sua liberdade de volta. Eles embarcam nessa missão juntos, acompanhados pelo K-2S0, um android imperial reprogramado que fala tudo o que vier no sistema como consequência, é graças a ele que temos as melhores piadas no filme.
Ao longo da aventura/missão, eles conhecem outras pessoas que embarcam juntos com ele em um único objetivo, ajudar a Aliança Rebelde a acabar com o Império. Chirrut Imwe, um vidente cego que acredita fielmente na força, Baze Malbus, um especialista em armas que protege Chirrut de todas as formas possiveis, Rook, um piloto do Império que quer redmir seus erros, e alguns soldados rebeldes que não estão felizes pelas coisas que já fizeram em nome da causa, nos mostrando que mesmo no lado do "bem" pode-se fazer o mau. Os personagens têm personalidades distintas e que ao mesmo tempo se encaixam uma na outra de uma forma sensacional. 

As referencias aos outros filmes são discretas e sensacionais, elas acontecem naturalmente. Entre uma cena e outra, entre uma fala e outra, elas vão surgindo, fazendo seu coração acelerar de felicidade e levando os fãs as loucuras. E o que dizer dos efeitos especiais além de: Incrível? São sensacionais e deixam o filme ainda melhor. 



Espero que tenham gostado da resenha. Se já tiverem assistido, me contem o que acharam também. Beijinhos e até a próxima. 



5 comentários:

  1. Adorei sua resenha! To mega empolgado para ir assistir!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Putz! Vc já assistiu!? Caracas.. e eu aqui esperando o final de semana...
    Não estava esperando muito desse filme, mas mesmo assim, não vou deixar de ver. =p

    http://feliciity-unjourdepluie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu namorado é MEGA fã de Star Wars, então sempre vamos nas pré-estreias!
      Cara! O filme é muito bom e é um complemento essencial para "uma nova esperança"

      Excluir
  3. Tb gostei da sua resenha, mto boa. Sou fã de Star Wars desde os anos 80 quando lançaram episódio IV, mas só agora (03/01)fui assistir Rogue One pq na vdd não estava esperando muita coisa. Achava que a história não tinha nada a ver com os demais filmes e fui surpreendida. Adoreei... fizeram um enredo ligado ao episódio IV. Maravilhoso, quem gosta não deixe de vê. Tânia Lopes

    ResponderExcluir

 
© Copyright - Mariely Abreu - Design e Codificação - Todos os direitos reservados Voltar ao Topo!