RESENHA: A GAROTA DO CALENDÁRIO (FEVEREIRO) - AUDREY CARLAN

Autor(a): Audrey Carlan

Editora: Verus Editora

Páginas: 135

Livros: 2/12
Sinopse: Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal. Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser. Em fevereiro, Mia vai passar o mês em Seattle com Alec Dubois, um excêntrico artista francês. No papel de musa, ela vai embarcar em uma jornada de descobertas sexuais e lições sobre o amor e a vida que permanecerão com ela para sempre.



Resenha: Quando comecei o segundo livro fiquei me perguntando se conseguiria conhecer o segundo cliente com a mente e o coração aberto, já que eu estava totalmente apaixonada pelo Wes, mas então a história começou e eu me encantei completamente. A autora fez com que eu me envolvesse de uma forma incrível. Foi realmente uma surpresa. 

O cliente da vez é o Alec, um artista francês que contrata a Mia para que ela seja a musa de sua nova coleção de artes. Ele deixou Mia louca em vários sentidos, tinha um corpo magnifico, barba, cabelo grande – Ok! Talvez essa parte tenha me deixado doidinha pelo Alec – e um sotaque francês completamente sensual. Mas o que mais a deixou louca é que no começo do livro ele só falava do trabalho no começo, já que tinha prazos a cumprir. Ele também a deixava bastante emocionada quando falava das obras que estava fazendo, cativando-a e fazendo com que ela se abrisse para ele, e o melhor de tudo, fazendo-a descobrir o amor próprio. 

A química entre os dois é inegável, as cenas de sexo são bem descritas e quentes. O Alec é maravilhoso e a descrição das obras que ele faz, me fez visualizar de maneira clara as mesmas e eu fiquei bastante deslumbrada.
 
Algo que ficou ainda mais claro nesse livro é a amizade da Mia com sua irmã mais velha. Ela age como se fosse uma mãe para mesma e isso me deixou muito emocionada, porque dá para ver o quanto a nossa protagonista se dedicou a família desde que a mãe a abandonou. Ela quer um futuro melhor para irmã mais velha, uma coisa que ela nunca teve. 

E o que mais me deixou empolgada nesse livro, é o quanto ela aprende a se amar. O Alec ensina para ela os diferentes tipos de amor e paixão que pode existir entre um homem e uma mulher, e que é preciso dar amor para se receber. Fiquei orgulhosa do quanto ela cresceu como mulher nesse livro. 

Quanto a diagramação do livro, achei perfeita. Não perdeu nada para a primeira edição.


Deixe sua opinião

 
© Copyright - Mariely Abreu - Design e Codificação - Todos os direitos reservados Voltar ao Topo!