[TOP 5] NOVELAS QUE ME MARCARAM


Oi, queridos!! Hoje eu trouxe para vocês o meu top 5 de novelas que marcaram minha infância e adolescência. Lembram da época que a SBT enchia sua programação com novelas mexicanas para crianças? Pois é. Eu assistia a todas que podia e hoje estou aqui para contar a vocês as que mais me marcaram.



01 – REBELDE 



Rebelde foi uma das últimas novelas que acompanhei, e foi a que mais me marcou. Eu sou da geração RBD, que assistia a novela todos os dias, que sabia todas as músicas e coreografias, que shipava todos os casais – principalmente Roberta e Diego, VONDY 4EVER. Eu participava de todos os fandons possíveis, li e escrevi fanfics – ok, ainda leio e escrevo as vezes – sobre isso. 


Fui e ainda sou fã deles, não tenho vergonha de admitir isso, porque eles marcaram muito a minha vida. Ainda acompanho as carreiras solos de cada um deles, e piro todas as vezes que Dulce vem ao Brasil. Por isso, eles ficaram como o top 1.

02 – CHIQUITITAS (2000)


Para ser sincera, eu amei e assisti praticamente todas as versões de chiquititas até 2009, mas uma das que mais gostei – e mais me marcou – foi a de 2000, que basicamente contava a mesma história de sempre, um grupo de adolescentes e crianças órfãos que começaram a morar em uma casa abandonada e ao longo da temporada, a transformam em um orfanato. Até hoje eu sei várias das músicas cantadas pelos personagens. 

Foi nessa versão que Luisana Lopilato, Camila Bordonaba, Felipe Colombo e Benjamín Rojas trabalharam, que é um dos motivos da novela ter me marcado, e o outro motivo é que foi a parti dessa novela que a Cris Morena (criadora de chiquititas) teve a ideia de criar Erreway – versão original de Rebelde – usando os mesmos protagonistas. 

03 – FLORIBELLA


Maria Flor é uma jovem sonhadora que vive em seu próprio universo com seu jeito descontraído e desastrado. E por engano ela acaba parando na casa dos Fritzenwalden, e como as crianças gostam dela, acabam convencendo Fred, o irmão mais velho e tutor deles, a contratarem Flor como babá. Além das travessuras das crianças, o romance da Flor com o Fred também é foco principal da novela, assim como as armações de Delfina, noiva de Fred, e sua mãe Malva. Existe também a banda Floribella, onde Flor é a vocalista.

Me lembro bem que Floribella foi um fenômeno muito grande aqui no Brasil, a personagem encantou crianças e adultos, e comigo não foi diferente. Eu gostava tanto da novela, que até fiz com que minha mãe gostasse dela, então todas as noites nós sentávamos juntas e assistíamos. Uma das piores épocas da minha vida, foi quando Floribella e Rebelde começaram a passar no mesmo horário, e eu tinha que ficar mudando de um canal para o outro e assistir as duas ao mesmo tempo. 

Tenho boas lembranças da época em que Floribella passava, e confesso que até hoje eu sei as letras, e recentemente até revi alguns capítulos da primeira temporada da novela. E o melhor de tudo, é que Floricienta a versão original de Floribella, também foi escrita por Cris Morena.

04 – QUASE ANJOS


Quase anjos conta a história de algumas crianças e adolescentes que viviam em um orfanato e que sofriam maus tratos diariamente pelo diretor, que os obrigava a trabalhar em uma fábrica clandestina e a roubar. A trama começa a se desenvolver depois que Nico, noivo da irmã do diretor, e Cielo, a nova empregada do orfanato, chegam a casa e se apaixonam perdidamente. Eles têm como meta ajudar as crianças, e uma das formas que Cielo encontra de fazer isso, é os ensinando música, surgindo assim os Teen Angels

Minha história de amor com Quase Anjos começou muito antes da Band começar a passar a novela aqui no Brasil. Conheci a novela através de uma das temporadas de Chiquititas, onde alguns protagonistas também se tornaram protagonistas da nova novela, dentre eles: Lali (Mariana) Esposito e Peter Lanzani. Eu shippei tanto o casal (Laliter) que ficava vendo cenas dele no YouTube e acabei achando a novela. Mas eu só fiquei realmente viciada depois que conheci Blanca – uma grande amiga virtual da geração RBD. 

Passei a assisti a novela pelo YouTube, até que a Band começou a passa-la aqui no Brasil. E adivinhe só quem foi a criadora da novela? Sim, a Cris Morena – acabei de perceber que agradecer muito a ela. Sem contar que graças a novela, surgiu o grupo musical Teen Angels, do qual sou fã, ainda que eles tenham se separado a alguns anos. 

05 – O DIÁRIO DE DANIELA


O Diário de Daniela conta as aventuras de um grupo de crianças de apenas dez anos. Daniela tem como aliado um diário onde ela conta seus sonhos, segredos, tristezas e, principalmente, confessa suas travessuras. Além disso, Daniela começa uma amizade especial com um fantasminha que vai ajudá-la a enfrentar momentos muito difíceis. A novela ainda contava com uma antagonista que vivia armando para se casar com o pai da garotinha, que ainda sofria com a morte recente da mãe. 

Eu era muito apaixonada por essa novela, e lembro que a SBT passou ela mais de uma vez, e que eu a assisti todas as vezes que ela passou. Como a maioria das novelas mexicanas infanto-juvenis, o diário de Daniela também contava com seu lado musical, já que o grupo de amigos formam uma banda. 

A novela foi protagonizada por Daniela Lujan, Martin Ricca, que também protagonizaram juntos Cúmplices do Resgate, Christopher Uckermann e Anahí Portilla, que anos mais tarde protagonizaram juntos a novela Rebelde

Espero que tenham gostado, beijinhos e até a próxima. 



Deixe sua opinião

 
© Copyright - Mariely Abreu - Design e Codificação - Todos os direitos reservados Voltar ao Topo!