O ÚLTIMO SACRIFÍCIO - RICHELLE MEAD

Título: O Último Sacrifício 
Título Original: Last Sacrifice
Série: Academia de Vampiros
Resenhas dos livros: 01 ☮ 02 ☮ 03 ☮ 04 05
Páginas: 536
Autor: Richelle Mead
Editora: Agir
Nota: 5/5
Adicione: Skoob
Compre: Amazon ☮ Saraiva

Rose Hathaway sempre jogou com suas próprias regras. Ela quebrou as regras quando fugiu da Academia St. Vladimir com sua melhor amiga e a última princesa Dragomir sobrevivente, Lissa. Ela quebrou as regras quando se apaixonou por seu maravilhoso e fora-dos-limites instrutor, Dimitri. E ela ousou desafiar a Rainha Tatiana, a líder do mundo Moroi, arriscando sua vida e reputação para proteger futuras gerações de guardiões dhampir. Agora a lei finalmente pegou Rose por um crime que ela sequer cometeu. Ela está presa pelo mais alto crime imaginável: o assassinato de um monarca. Ela precisará da ajuda de Dimitri e Adrian para encontrar a única pessoa viva que pode atrasar sua execução e forçar a elite Moroi a reconhecer uma chocante nova candidata ao trono real: Vasilisa Dragomir. Mas o relógio está correndo contra a vida de Rose. Ela sabe em seu coração que o mundo dos mortos a quer de volta… E desta vez ela realmente não tem uma segunda chance. A grande questão é: quando sua vida é dedicada a salvar os outros, quem vai te salvar?

O Último Sacrifício já começa te arrancando o fôlego – se é que sobrou algum depois se você leu essa série em seqüencia – com a prisão de Rose pelo assassinato da rainha. Dessa vez, são os amigos da nossa dampira favorita que se juntam para salvá-la de um destino quase fatal, já que traidores da corte não são presos e sim executados. 

Mas é claro que já conhecemos Rose bem o suficiente para saber que ela não ficaria com os braços cruzados esperando todos resolverem os seus problemas, para limpar seu nome e dar a Lissa o direito de votar no conselho, Rose aceita a fuga que seus amigos armam para ela e parte da corte com Dimitri e Sidney, sua amiga alquimista. 

A única pista que Rose tem quando parte, é uma carta deixada por Tatiana, pedindo que Rose procure pelo último Dragomir caso ela morresse, é quando a dampira descobre que Lissa tem um irmão bastardo, graças a um caso extraconjugal que seu pai teve quando a mesma ainda era uma criança. 

“Quando eu entrei ali, desafiando, pronta para enfrentar a multidão que exigia justiça, eu estava cheia de triunfo e poder. Agora… Agora, eu estava apenas triste por alguém que sempre confiei, alguém que estava me encarando com tanto choque e dor”

Em meio a todas essas acusações, os Morois não podiam continuar sem um governante. Para a surpresa de todos, até mesmo dela própria, Lissa se torna uma forte candidata, sendo convencida a isso apenas por achar que com todas as brigas da realeza, daria mais tempo a Rose para limpar seu nome. Enquanto Lissa passa por todas as provas e testes para se tornar uma candidata possível – o que não pode acontecer, já que ela não tem uma família -, Rose continua sua jornada buscando as provas que são inocentes e o irmão perdido da princessa Dragonir. 

Além de se preocupar em provar sua inocência e tornar Lissa elegível a rainha, Rose também precisa cuidar de algo que também é muito complicado: sua vida amorosa. Nossa Dampira precisa decidir entre dois amores difíceis de escolher, Adrian ou Dimitri.

“Qualquer controle fingido ou razão que algum de nós possuía se desfez. As barreiras se despedaçaram e tudo o que vínhamos escondendo um do outro veio à tona depressa. Estendi os braços e o puxei para mais perto, para lhe dar um beijo – um beijo que ele não evitou dessa vez.”

Amo Academia de Vampiros isso é uma realidade, amo essa série desde que li o primeiro livro há alguns anos atrás. Devorei os cinco primeiros livros em duas semanas, mas não tinha coragem de iniciar o sexto volume e me arrependo amargamente disso. Eu deveria ter devorado esse livro extraordinário assim que terminei o anterior. 

Eu amei ver todos os amigos e familiares de Rose se preocupando em ajudar ela, em descobrir quem matou a rainha para poderem limpar seu nome. Em ver Lissa agindo tanto quanto agiu no livro anterior, estando disposta a se sacrificar por sua amiga da mesma forma que Rose se sacrificaria por ela. 

Essa séria é uma das que indico para todo mundo, não importa sua idade, tenho certeza que gostaria dela facilmente. Em breve volto para falar do sipn off – SIM! Temos um spin off de mais 6 LIVROS – porque com toda a certeza do mundo, quero ler tudo o que a Richelle escrever!


EU ASSISTI: FICA COMIGO (ORIGINAL NETFLIX)


Tyler (Taylor John Smith) não é um cara popular, pelo contrario, ele é um cara pobre e trabalhador, mas acabou se apaixonando por Ali (Halston Sage), uma jovem rica que se mudou recentemente para a cidade, mas que não precisou de muito tempo para se tornar popular. 

Completamente apaixonados um pelo outro, eles engataram um relacionamento que tem durado bem durante o verão, mas, apesar de não falar muito, Tyler sente que a diferença de classe social pode afetar a relação deles. 

É justamente por causa de sua paranoia que os dois brigam em uma festa de encerramento do verão, e ele acaba indo embora com a sexy e misteriosa, Holly (Bella Thorme). Os dois acabam passando o final de semana inteiro juntos, em uma casa “invadida”, onde vivem uma aventura de “amor”.


Ao voltar para vida real, Tyler e Ali retomam o namoro, mas o menino logo descobre que Holly se matriculou na mesma escola que o casal e começa a se enturmar no mesmo grupo de amigos do mesmo, começando um namoro com o melhor amigo dele e se tornando uma amiga inseparável de Ali, enquanto tenta a todo custo voltar a ficar com Tyler, que não cede. 

Holly se mostra uma garota bem possessiva e disposta a tudo para mostrar a Tyler que ele a ama. É quando coisas estranhas começam a acontecer e Tyler percebe que a vida dos amigos e de Ali está em perigo. 

Por ser um filme original Netfix, decidi assistir sem nem ter lido a sinopse, então TUDO o que aconteceu foi uma surpresa para mim, já que tinha achado se tratar de um romance. E por ser produção própria, já dá para saber de cara que a fotografia e filmagem são maravilhosos, não é? Além da atuação maravilhosa da Bella (Holly). Mas nem isso conseguiu salvar o filme. 


Achei as outras atuações e o roteiro extremamente fraco, os personagens não foram explorados, o suspense ficou todo concentrado na ultima parte do filme e o desenrolar de tudo é totalmente previsível.

O que tinha tudo para se tornar um bom filme de suspense, se tornou mais um filme adolescente repleto de clichê.






RESENHA: O PACTO/ O AMALDIÇOADO - JOEL HILL

Título: O Pacto / O Amaldiçoado
Título original: Horns
Autor: Joe Hill
Editora:  Sextante
Páginas: 320
Ano: 2010
Onde comprar: Estante virtual
Adicione: Skoob
Classificação: 4/5
Ignatius Perrish sempre foi um homem bom. Tinha uma família unida e privilegiada, um irmão que era seu grande companheiro, um amigo inseparável e, muito cedo, conheceu Merrin, o amor de sua vida. Até que uma tragédia põe fim a toda essa felicidade: Merrin é estuprada e morta e ele passa a ser o principal suspeito. Embora não haja evidências que o incriminem, também não há nada que prove sua inocência. Todos na cidade acreditam que ele é um monstro. Um ano depois, Ig acorda de uma bebedeira com uma dor de cabeça infernal e chifres crescendo em suas têmporas. Descobre também algo assustador: ao vê-lo, as pessoas não reagem com espanto e horror, como seria de esperar. Em vez disso, entram numa espécie de transe e revelam seus pecados mais inconfessáveis.

Ig está vivendo em um inferno pessoal a um ano, já que foi acusado pelo brutal assassinato da sua namorada. Apesar de nunca ter sido preso de fato, já que as provas foram misteriosamente destruídas, todos o consideram culpado, então seus amigos e familiares se afastaram subitamente. Vivendo em um estado constante de embriaguez, ele não se parece em nada com o homem que era quando Merrin era viva, morando com sua nova namorada, que vive em um estado parecido com o dele. Após uma dessas noites de bebedeiras, ele acorda com uma ressaca e vê chifres surgiram em sua cabeça. 

Acreditando que pode estar com um tumor cerebral e que está em algum estado avançado já que está alucinando. Ig rapidamente sai a procura de pessoas que possam lhe ajudar, mas de uma forma misteriosa, elas não enxergam os chifres em sua cabeça e ainda lhe revelam seus segredos mais obscuros. É dessa forma que Ig descobre que nem mesmo sua família, que haviam lhe apoiado a principio, acredita em sua inocência, mas a revelação que mais lhe deixa atordoado é a de seu irmão Tory, que acredita em sua inocência, apenas porque sabe a verdadeira identidade do assassino. 


"Ela estava com os punhos cerrados, pressionando o peito. Lutou para sorrir.
- Ah, meu bem. Parece que você passou pelo inferno na Terra.- Pode-se dizer que sim."

O Pacto foi uma das minhas leituras mais lentas, graças ao enorme conflito de sentimentos que o livro me causou. Cenas de terror, drama, romance e violência, são descritas da forma mais crua possível, fazendo com que você suspire em uma cena fofa e chore mais adiante com a fria descrição de um estupro. Joe Hill, filho de Stephen Kign, não está muito preocupado com a sensibilidade do leitor, sua única preocupação é contar a historia de Ig doa a quem doer. 


Uma trama realmente interessante e intrigante, que nos traz muitas reflexões, inclusive se perguntar o que aconteceria com o mundo se as pessoas sempre falassem a verdade cruelmente. Exploramos um pouco dessa possibilidade com a leitura do livro, ao vermos todas as pessoas contando seus segredos e falando apenas a verdade a Ig, histórias realmente impactantes, mas que acontecem no mundo real mais do que deveria. 

Ao descobrir que seu irmão sabe a verdadeira identidade do assassino de Merrin, Ig deseja justiça, mas as coisas vão mudando de figura ao ouvir todo o relato, e a cada segundo que passa, o seu desejo por vingança aumenta ainda mais. Entrando em uma nova personalidade, como o “diabo”, o livro se torna em uma trama peculiar, onde torcemos para que o “diabo” consiga concluir sua vingança, porque cá entre nós, não sei se teria feito diferente em uma situação dessas.


CINCO PERSONAGENS DA DC QUE GOSTARIA DE VER NOS DLCS DE INJUSTICE 2


O sucessor de Injustice chegou as prateleiras das lojas em maio e tem sido um sucesso da crítica até então. Alcançando 87% de reviews favoráveis no Metacritic, Injustice 2 vem sendo aclamado por sua melhora gráfica, jogabilidade e história interessante. Pra quem não conhece, o jogo é desenvolvido pela Netherrealm (mesma empresa de Mortal Kombat) e é baseado em uma história alternativa dos quadrinhos em que o Superman se torna insano e cria-se uma guerra generalizada no universo DC. O que é uma boa desculpa para um jogo de porradaria!


Sendo assim, resolvi fazer esse TOP 5 com os personagens que eu mais gostaria de ver e usar para cair na porrada com meus amigos. Lembrando, essa lista é uma opinião, então se não concorda, manda aí!

Mutano

Percebi que sou uma pessoa nostálgica, porque esse é um dos três personagens que incluí na lista que marcaram minha infância de alguma forma. Uma doença rara, um soro desenvolvido de um macaco e pais cientistas resultaram em Mutano, um herói que é capaz de transformar-se em qualquer animal (extinto ou não) do planeta e que entrou no coração de muitos com a animação fantástica de Jovens Titãs, sendo uma ótima forma de diversificar os personagens do jogo. Imagina você estar jogando contra alguém de Mutano, e do nada se transformar num Tiranossauro Rex com um especial? Eu, pessoalmente, já quero.



Constantine

John Constantine é um personagem um pouco controverso, isolado, e muitas vezes deixado de lado, mas que tem um potencial enorme e que vem ganhando destaque com os últimos anos com uma série que foi cancelada, mas de ótima qualidade, e com a animação da Liga da Justiça Sombria. Voltado para um público mais adulto e com habilidades mais voltadas para a investigação, Constantine come demônios no café da manhã e pode invocar as forças do oculto quando a coisa aperta, sendo um ótimo personagem voltado para magia já que perdemos Ravena e Zatannaque eram do jogo anterior.



Rorschach

Proviniente da obra prima Watchmen, do bruxo Alan Moore, Rorschach é um personagem ironicamente marcado por sua própria máscara: um homem massacrado emocionalmente que opta por perder sua identidade e adotar um novo rosto com muitas faces de uma só mente. É um personagem complexo e amado por todos os leitores de quadrinhos que já tocaram na obra de Moore, e que vem sendo revisitado com a empreitada da DC de espremer todo o leite possível da teta da vaca com uma nova série de quadrinhos e até uma série de TV. Bem, por que não, então?


Super choque

Super Choque é um fanfavorite graças ao seu desenho animado que foi ao ar no Cartoon Network e conquistou toda uma geração de jovens nerds. VirgilHawkins tinha poderes baseados em eletricidade e chutava bundas de bandidos por aí enquanto voava em uma freakingtampa de bueiro. Ele chegou a ser vazado como possível personagem do elenco (?) principal para a continuação, e suas artes chegaram a ser divulgadas, mas ele acabou não sendo incluso. Seria uma ótima adição ao jogo e confesso que eletrocutaria muitos amigos com ele.


Azrael

Eu cresci lendo histórias estilo “formatinho” do Batman, então Azrael logo se tornou um dos meus heróis favoritos dos quadrinhos (graças a grandes histórias, como A Queda do Morcego e A Espada de Azrael, a qual muitos não gostam). Jean-Paul Valley era o assassino particular, o anjo guardião da Ordem de São Dumas, e tinha uma espada e lâminas que saiam de seu braço que pegavam fogo! Não foi muita surpresa que seu visual conquistou o pequenino Pedro do passado, e essa seria a minha escolha principal (porém muito improvável) para personagem que viesse por DLC.


Não gostou da lista? Acha que outros personagens seriam melhores? Comenta aí!


LAÇO DO ESPÍRITO (ACADEMIA DE VAMPIROS) - RICHELLE MEAD

Título: Laço do Espírito
Título Original: Spirit Bound
Série: Academia de Vampiros
Resenhas dos livros: 010203 04
Páginas: 426
Autor: Richelle Mead
Editora: Agir
Nota: 5/5
Adicione: Skoob
Compre: Amazon Saraiva
Depois de uma longa e dolorosa viagem à Sibéria, terra natal de seu amado Dimitri, Rose Hathaway finalmente voltou à escola e reencontrou sua melhor amiga, Lissa. A formatura se aproxima, e elas mal podem esperar pela vida que vão ter além dos portões da São Vladimir. No entanto, o coração de Rose dói cada vez que se lembra do que passou na Rússia o fracasso em salvar Dimitri e do que ainda precisará enfrentar. Sua jornada inclui libertar o perigoso Victor Dashkov da prisão de segurança máxima e encontrar Robert Doru, o único que possui informações para resgatar Belikov das terríveis profundezas de sua condição de Strigoi. A vampira acredita existir apenas uma chance em um milhão, até porque Dimitri continua sua perseguição para matá-la. Sentenças de morte e declarações de amor se confundem, e ela precisa correr contra o mais implacável dos inimigos: o tempo. E, dessa vez, Rose prometeu a Lissa que a levaria junto. Será que a princesa Moroi terá forças quando souber o que a espera? Em “Laços do espírito”, Richelle Mead continua a saga que renovou a literatura de vampiros e apresenta uma história repleta de dilemas, intrigas políticas e emoções extremas que vai conquistar mais uma vez os leitores.

Em Promessa de Sangue, Rose, a principio, não conseguiu resistir a luxúria e ao amor que sentia por Dimitri, à ponto de praticamente se tornar sua prostituta de sangue, estando trancafiada e zonza por conta de toda a endorfina ingerida através das mordidas de Strigoi, levou algum tempo para que Rose conseguisse reunir forças para fugir e tentar matar o homem que amava, mas como descobrimos no final do livro, ela cometeu o mesmo erro pela segunda vez, ela hesitou.

Agora em Laço do Espírito, Rose está de volta à Escola São Vladimir após sua tentativa frustrada de assassinar o grande amor da sua vida, Rose se reencontra com Lissa e seus amigos. E apesar de todo o seu histórico de fuga, ela é aceita de volta na escola e começa a se preparar para passar nos testes e se forma, mesmo sem ter nenhuma certeza de que irá ser guardiã de Lissa. Nossa dampira também começa a receber semanalmente cartas com juras de amor e ameaças de morte de Dimitri, que lhe faz uma promessa: assim que ela deixar a escola, ele vai encontrá-la e matá-la. E além de se preocupar com tudo isso, Rose precisa cumprir a promessa que fez a Adrian antes de partir, dá uma chance verdadeira para o menino lhe conquistar. 

"Existe uma grande diferença entre ameaças de morte e cartas de amor - ainda que a pessoa que escreve as ameaças alegue amar você. É claro que, levando em conta que uma vez eu mesma tentei matar alguém que amava, talvez não tivesse direito nenhum de julgar". (p. 07)

Adrian está realmente se esforçando para conseguir conquistar Rose, e cada segundo que passa, a menina ser ver mais envolvida com ele, mesmo ainda amando Dimitri, Rose começa a se apaixonar por Adrian. Mas quando descobre que existe uma chance única de salvar Dimitri, e como havia prometido a Lissa nunca mais deixá-la e também porque precisaria de um usuário de espírito nessa tentativa, Rose embarca com a amiga e Eddie em mais uma aventura. 

Mas para descobrirem o que precisam fazer para transformar Dimitri outra vez, eles precisam tirar Victor Dashkov da prisão, para que Robert Doru os ajudassem. Nessa missão, reúnem-se Lissa, Christian, Eddie e até mesmo Adrian para ajudarem Rose em seu objetivo e trazer Dimitri de volta do mundo dos mortos-vivos.

Será que seria realmente possível trazer Dimitri de volta? E o que aconteceria com o relacionamento dela e de Adrian caso ele voltasse?

"E foi um senhor beijo, um beijo que me fez sentir quase culpada por ter me entregado a ele. Tive preocupações quando comecei a namorar Adrian, mas muitas delas desapareceram com o tempo. Depois de vê-lo flertar descaradamente e não levar nada a sério tantas vezes, nunca esperaria tanta devoção de sua parte em nosso relacionamento". (p. 29)

Laços do Espírito me tirou o fôlego e quase me causou um enorme ataque cardíaco. Richelle consegue encher cada pagina com muita adrenalina, drama e romance. E quando achei que tudo ficaria bem, ela vem com mais uma bomba e faz o livro terminar de jeito arrasador. Além disso, foi bom ver a Lissa entrado em ação, sabe? Essa é a primeira aventura de fato que ela participa, mostrando a Rose que a amizade é uma via de mão dupla. 

Academia de Vampiros me conquistou desde o primeiro livro, é a minha série vampiresca favorita e a que deixou meu coração completamente divido. Eu realmente amo Rose com Dimitri, mas sempre torci um pouco pela relacionamento dela com Adrian, por que vamos ser justos, ele realmente a ama e aceita TUDO por ela, inclusive tentar salvar o cara mesmo sabendo que ela poderia terminar com ele depois que isso acontecesse. 

"Um dos dois morre esta noite. Lissa ou Dimitri". (p.244)

Eu sempre indico essa série para todos os meus amigos, porque a Richelle consegue dosar um pouco de tudo, sem contar que vemos os personagens irem amadurecendo pouco a pouco a cada livro. Espero que tenham gostado da resenha e que leiam essa série, porque é muito boa!

GIFTED


Apesar de ainda não ter sido lançado no Brasil, eu estava louca para ver esse filme, como falei na semana passada (clique aqui). Então não agüentei esperar o filme chegar nas telonas brasileiras, baixei e assisti em casa mesmo, enquanto comia uma boa pipoca e estava enrolada em minha coberta. 

Do mesmo diretor de 500 Dias com Ela, Gifted nos conta a emocionante historia de uma garotinha excepcional que ama a matemática e os problemas em que sua família se envolve por conta disso. Para deixar a trama ainda mais especial, temos Chris Evans e Mckenna Grace como protagonistas. 

O filme começa nos contando a rotina de Frank (Chris Evans), um mecânico de barcos que largou as salas de aula para de dedicar, quase que exclusivamente, a criação de sua sobrinha depois da trágica morte de sua irmã. Mary é uma garotinha doce que apesar de ter sete anos, transparece ser muito mais velha. Não é difícil perceber que ela é super dotada e possui um enorme talento para a matemática. Depois de tantos anos sendo o professor da menina, ele percebe que já está na hora de Mary ir para uma escola de verdade. 


Logo no primeiro dia de aula, Mary chama atenção dos professores pela sua inteligência e a diretora orienta Frank a matricular a menina uma escola especializada para estudos avançados de matemática. Mas ele não quer que a sobrinha seja criado no meio de adultos e livros de matemática, ele quer que a menina cresça como uma pessoa normal, o que teria sido o último desejo de sua irmã. É quando Evelyn (Lindsay Ducan) entra na história e os leva a uma batalha judicial pela guarda da menina.

A medida que a história vai se desenrolando, vamos preenchendo as lacunas deixas rapidamente. Não é difícil entender a motivação do tio (ou seria pai?) da menina e o desejo que ele tem de, acima de tudo, evitar que a menina tenha o mesmo destino da mãe, querendo que ela seja mais sociável. Enquanto a avó entra na de maneira arisca, trazendo consigo apenas magoas de um relacionamento conturbado com a filha (mãe da menina) e querendo fazê-la tomar seu lugar. O processo judicial é conturbado e emocionante, e nos faz refletir sobre o que faríamos no lugar de cada um deles? 

Assim como o roteiro e a direção, achei a atuação impecável, principalmente da Mckenna Grace, que dá vida à pequena Mary de uma forma emocionante.


Espero que tenham gostado da resenha de hoje e assim que puderem, assistam o filme, porque ele está sensacional! Beijos ❤



UMA QUESTÃO DE AUTOESTIMA

Eu sempre fui uma pessoa preguiçosa, sempre preferi ficar em casa, ler um livro, ver um filme, do que sair. Mas também sempre gostei muito de praticar artes-marciais, graças a minha prima. Em 2012 ela começou a fazer aulas de Muay Thai na Equipe Demolição e bastou algumas dias para me convencer a ir junto. Assim que comecei as aulas, me apaixonei pelo esporte. Em 2014, eu também conheci o Jiu Jtsu, através da mesma prima, e comecei a praticar mais um esporte, foi no mesmo ano em que comecei a trabalhar em uma academia e comecei a fazer musculação. E, por mais preguiçosa que eu fosse, acordar cedo e praticar esses esportes se tornou um habito para mim. Eu me sentia mais motivada, mais feliz comigo mesma.

Só que no ano seguinte eu comecei a estudar a noite e inventei de criar um blog com minha amiga, a faculdade e o blog me consumiam muito! Eram trabalhos e trabalhos para entregar, livros pare resenhar, eventos para comparecer. Eu sempre dormia muito tarde e não conseguia acordar cedo de jeito nenhum. Até tentei entrar em academia, em continuar no Muay Thai depois disso, mas simplesmente não conseguia. 

Ano passado coloquei no meu projeto de 101 coisas em 1001 dias, que iria voltar a praticar artes-marciais, a malhar, a correr todos os dias por pelo menos 3 meses (estava conseguindo correr todos os dias quando fiz o projeto) e, o mais importante, iria emagrecer. Porque depois de tanto tempo parada, me descuidando e comendo, eu acabei engordando muito.


A medida que fui engordando, fui perdendo o prazer em certas coisas simples, como ir a praia. Usar um biquíni me deixa envergonhada, não uso mais roupa curta e não me sinto confortável com meu corpo. 

Na última semana, coloquei em minha cabeça que se eu não tomar uma atitude, as coisas não vão mudar. Então, aproveitei que comecei a trabalhar outra vez em uma academia, para chegar aos meus objetivos. Eu comecei aos poucos, voltei para o Muay Thai e agora estou voltando a malhar. Mesmo que ainda não tenha emagrecido muito (foram apenas dois quilos), estou me sentindo motivada outra vez. Com minha autoestima crescendo pouco a pouco. 

Agora vocês me perguntam, porque fiz um post assim? Porque mesmo que isso não nada a ver com o assunto do blog, é algo pessoal que eu gostaria muito, muito mesmo de compartilhar com vocês. Sei que muita gente passar por coisas parecidas e espero estar podendo ajudar de alguma forma.


5 FILMES ANTIGOS PARA MARATONAR, RIR E CHORAR.

Aqui em Salvador, o tempo está bastante instável, em um momento o sol está brilhando e em outro está uma chuva horrível. E, em um final de semana chuvoso, o que tem de melhor do que ficar debaixo da coberta, com um balde de pipoca nas mãos e maratonando alguns filmes que podem despertar em você todo tipo de sentimento? Para ficar melhor que isso, só se meu amor estiver coladinho comigo. 

Separei cinco filmes que (re)assistir recentemente, porque ver filmes novos são ótimos, mas as vezes rever aqueles filmes antigos que também nos traz a nostalgia, é melhor ainda. 

01 - Curtindo a Vida Adoidado

Ferris Bueller tem uma habilidade incomum em matar aulas. Com o intuito de matar mais um dia de aula antes da formatura, Ferris liga para escola e diz que está doente. Ele pega emprestada a Ferrari do pai do seu amigo e embarca em uma viagem de um dia pelas ruas de Chicago. O diretor da escola Rooney fica no rastro de Ferris determinado a pegá-lo no ato.
Esse filme é um verdadeiro clássico no cinema e se você nunca o assistiu, com certeza não via sessão da tarde ou ainda é muito novo. Um filme que nos faz rir do começo ao fim e que foi baseado em um livro muito antigo. Tão antigo que o original ficou perdido por muitos anos e apenas a dois anos foi lançado no Brasil como livro. 

02 - Meu Primeiro Amor

Vada Sultenfuss, uma garota de 11 anos, é obcecada com a morte, pois sua mãe morreu quando a garota nasceu e seu pai, Harry Sultenfuss, é um agente funerário que não lhe dá muita atenção. Vada é apaixonada por Jake Bixler, seu professor de inglês, e é muito amiga de Thomas J. Sennett, um garoto que é alérgico a tudo. Quando Harry contrata Shelly DeVoto, uma maquiadora, para os funerais e se apaixona por ela, Vada se sente rejeitada e quer fazer qualquer coisa para separá-los.
Um filme extremamente emocionante e que sempre me arranca mil lágrimas. Um dos primeiros filmes Macaulay Culkin, e podemos ver o ator ainda na infância, antes de ter sido destruído pelas drogas. 

03 - O Pai da Noiva


Annie volta do exterior e anuncia que está noiva, virando a vida dos pais de cabeça para baixo. O pai não consegue lidar com a ideia de ver a filha casada e passa por situações hilariantes ao conhecer os pais do noivo e preparar o casamento.
Daqueles filmes bem divertidos onde o sogro realmente pega no pé no genro. Eu sempre dou muita risada com esse filme e fico imaginando quantos pais não passam por situações assim. 

04 - Feitiço do Tempo


Phil, um arrogante meteorologista de um canal de TV, cobre a saída anual de uma marmota de seu buraco. Ele é pego em uma nevasca que não estava prevista e fica preso em uma espécie de túnel do tempo, condenado a reviver o mesmo dia até que mude suas atitudes.
Filme do Tom Hanks não tinha como ser ruim, não é? Principalmente esse, que tem um drama e emoção na medida certa.

05 - Kill Bill


A ex-assassina conhecida apenas como "A Noiva" acorda de um coma de quatro anos decidida a se vingar de Bill, seu ex-amante e chefe, que tentou matá-la no dia do casamento. Ela está motivada a acertar as contas com cada uma das pessoas envolvidas com a perda da filha, da festa de casamento e dos quatro anos da sua vida. Na jornada, "A Noiva" é submetida a dores físicas agoniantes ao enfrentar a inescrupulosa gangue de Bill, o Esquadrão Assassino de Víboras Mortais.
Por último, mas não menos importante, temos um filme para te acordar. Um filme de ação, para te fazer prender o fôlego, ganhar disposição e curtir seu resto de final de semana um pouquinho. 

Espero que tenham gostado da lista! Mas não esqueçam de me contar ai em baixo se vocês já assistiram algum desses filmes e o que vocês acharam. Desejo a vocês um ótimo final de semana!


4 MÚSICAS QUE NÃO SAEM DA MINHA CABEÇA



Quem me conhece o quanto eu sou eclética quando se fala de música. As vezes estou em uma vibe rock e no momento seguinte quero ouvir apenas sertanejo, as vezes foco no MPB e em outras estou ouvindo funk. Isso é motivo de piada entre mim e meu namorado, já que de tanto ouvir certas músicas, ele acaba cantando elas. Nesse último mês, eu também estou com um estilo musical eclético e queria muito mostrar a vocês. 



01: Sua Cara - Major Lazer featt Anita e Pablo Vittar 
02: Linda - Projota featt AnaVitoria
03: Reggaeton lento - Cnco
04: Desde Quando Você Se Foi - Fresno

Vocês conhecem essas músicas? Me contem quais são as músicas que não saem da cabeça de vocês também!



PROMESSA DE SANGUE - RICHELLE MEAD

Título: Tocada Pelas Sombras
Título Original: Blood Promise
Série: Academia de Vampiros
Autor: Richelle Mead
Editora: Agir
Páginas: 456
Ano: 2011
Adicionar: Skoob
Comprar: Saraiva ☮ Amazon  Submarino  Americanas
Resenhas dos livros: 01 02 03
A vida da guardiã Rose Hathaway nunca será a mesma. O recente ataque a Academia St. Vladimir devastou todo o mundo Moroi. Muitos estão mortos. E, pelas poucas vitimas carregadas pelos Strigoi, o destino deles é ainda pior. Uma rara tatuagem agora adorna o pescoço de Rose, uma marca que diz que ela matou Strigoi demais para contar. Mas apenas uma vitima importa… Dimitri Belikov. Rose agora deve escolher, um de dois caminhos bem diferentes: princesa, ou abandonar a academia para sair sozinha em uma caça para matar o homem que ela ama. Ela terá de ir ao fim do mundo para encontrar Dimitri e manter a promessa que ele implorou para ela fazer. Mas a pergunta é, quando a hora chegar, ele irá querer ser salvo? Agora, com tudo em jogo – e mundos de distancia da St. Vladimir e sua desprotegida e vulnerável, e recentemente rebelde, melhor amiga – Rose pode encontrar forças para destruir Dimitri? Ou, ela vai se sacrificar para ter uma chance em um amor eterno?
Depois de tudo que aconteceu em Tocada Pelas Sombras, eu comecei a ler esse livro completamente angustiada e emocionada. Rose perdeu o grande amor da sua vida quando o mesmo foi transformado em Strigoi, e por conta de uma antiga promessa, ela deixou tudo para ir atrás – inclusive a escola e Lissa - de Dimitri, querendo realizar seu último desejo como dampiro e matá-lo. 

Aproveitando-se do fato de Adrian ser completamente apaixonado por ela, Rose lhe pede ajuda financeira em troca da promessa de que se voltasse pra São Vladimir, lhe daria uma chance verdadeira. Então a nossa dampira favorita parte em sua missão: matar o homem que ama.

Rose está bastante diferente do que estamos acostumadas, ela está mais madura e séria, focada em seus objetivos. A perda de Dimitri é algo que ela não está conseguindo superar, então ela parte para Russia, país onde ele nasceu, pois ela tem certeza que ele foi para lá. 

Em sua busca pelo país, Rose acaba esbarrando com Sidney, uma alquimista que trabalha para esconder existência dos vampiros, e que foi obrigada a se juntar a Rose em sua viagem para a Baía, cidade natal de Dimitri, e quando cumpre as ordens que lhe foram datas, ela deixa Rose com os Belikov e parte. 

“Ultimamente, a minha vida parecia de fato estar a um triz de se tornar um sonho. Houve dias em que eu pensei que acordaria e descobriria que, na verdade, os acontecimentos recentes não tinham ocorrido comigo. Sem dúvida eu devia ser uma princesa adormecida, vítima de um encanto. A qualquer momento esse sonho – não; pesadelo – chegaria ao fim, e eu teria o meu príncipe e o meu final feliz.”

Mas apesar de ter partido, Rose não consegue deixar tudo para trás e continua visitando a mente de Lisa sempre que tem um tempinho livre. Ela descobre a chegada de uma nova morada à escola e o quanto ela, aos poucos, vai tomando seu lugar na vida de Lissa e Adrian, e, mesmo que se faça de forte, ela fica incomodada com a situação. 

Mais uma vez, Richelle Mead muda o cenário da história, nos levando para um lado ainda mais sombrio que antes e ao mesmo tempo, fazendo com que a protagonista amadureça e se preocupando consigo mesma, para variar. 

Por mais que eu ame a amizade dela com Lissa, odiava como a Rose deixava de viver a própria vida para proteger a amiga acima de tudo. 

E não se deixe enganar, como eu, que achei que odiaria o Dimitri nesse livro. Ele como Strigoi está ainda mais sexy, sedutor e irresistível que antes. Mas nem tudo são flores, e o amor que ela sente por ele é posto a prova, assim como sua capacidade entre o “certo e errado”.


“Eu disse antes e eu realmente quis dizer isso: Vivo ou morto, o amor da minha vida era um cara foda.”


Como todo os outros livros da série, eu chorei, sofri, suspirei, sorri, me apaixonei pelos personagens novos e, acima de tudo, fiquei desesperada para saber o final. A narrativa continua leve e fluida, apesar de todos os momentos de tensão, a autora não perde o ritmo em nenhuma página. 

Promessa de Sangue nos deixa completamente apreensivos, o tempo inteiro ficava me perguntando, será que ela vai conseguir matar o seu grande amor?



 
© Copyright - Mariely Abreu - Design e Codificação - Todos os direitos reservados Voltar ao Topo!